quarta-feira, 29 de maio de 2013

Ao infinito, e além....

E assim vamos avançando!...


Posto Ipiranga - Quarta - feira

Mais um encontro no Posto Ipiranga nesta quarta feira (29). Como diz a música: "Para à nossa alegriaaaaaa....O Mário Beraldo está de volta, após um belo passeio pelo velho continente. Bem vindo amigo. Vejam as fotos.




MINUTOS DE SABEDORIA

Não perca seu equilíbrio interno.
Por maior que seja a tempestade que o envolve, não perca seu equilíbrio.
Todas as tempestades passam.
E se soubermos recebê-las com serenidade, nenhum mal nos causarão.
Jesus dormia no fundo da barca....
Quando os discípulos o chamaram, nervosos, ele acalmou tudo.
Faça o mesmo.
Recorra ao Mestre Divino, para que as tempestades se acalmem a seu lado.

OPINIÃO DE PRIMEIRA


MEC ANUNCIA HOSPITAL DE 300 MILHÕES DE REAIS PARA A UNIR

Pela enésima vez, o governo garante que vai construir um hospital universitário no campus da Unir, em Porto Velho.  Tomara que seja verdade! Prima pobre da família do ensino superior público no país, a Unir sobrevive mais pelo esforço do seu comando, do seu corpo de professores, do seu pequeno número de funcionários, do que pelo apoio da União. Agora, depois da crise que passou, com o escândalo envolvendo o ex-reitor José Januário do Amaral, a instituição vive uma nova fase, se reconstruindo, sob o comando da competente Berenice Tourinho. Numa reunião com o ministro Mercante, da Educação e com representantes da bancada federal, como o deputado Nilton Capixaba, Berenice foi informada da intenção do governo em erguer o hospital. O problema é que essa promessa já aconteceu tantas vezes, que fica difícil acreditar que serão mesmos despendidos 300 milhões de reais para a obra. Mas já há algo concreto: 25 milhões de reais de emendas da nossa bancada para a construção dos futuros laboratórios. Já é um começo, embora pareça ainda mais um exercício de futurologia do que algo real e palpável. A novela do hospital universitário, contudo, tem mais um capítulo. Não se sabe se ela terá longa duração e se um dia terminará.

Mas há pelo menos outra informação, essa positiva e realizável. O MEC autorizou concurso para a contratação de 173 novos servidores para a Unir. Ela tem hoje menos de 300 técnicos, um para cada 40 estudantes. Espera-se, realmente, que esteja chegando a hora da Unir ser tratada como merece. Porque já tem o corpo docente entre os mais respeitados do país. Agora, só falta o governo dar-lhe condições mínimas, porque, no que depender da sua equipe, nossa Universidade pública vai fazer bela figura no contexto do ensino superior brasileiro.
 
 
NOVOS RUMOS
 Nome dos mais quentes para disputar o Governo em 2014, o presidente da Assembleia, deputado Hermínio Coelho, está à busca de novos rumos. É voz corrente que ele e o presidente do PSD, Moreira Mendes, já não falam a mesma linguagem. Há algumas possibilidades, incluindo a de que Hermínio vá para o MD, assumindo o comando regional, com o aval do comando nacional do novo partido. Para trocar de sigla, Hermínio precisará provar que está sendo mal tratado no seu partido ou terá que ser expulso. É mais um obstáculo no caminho do obstinado Hermínio, que nunca entrega os pontos.
 
FILHOS DOS OUTROS
 Ainda bem, para eles, que o jovem Elias Morais Neto, de 19 anos, não era filho dos defensores dos menores assassinos. Porque Elias foi covardemente morto, num sábado de festa no centro de São Paulo, por um desses criminosos, que não só o assaltou, mas decidiu, bradando a sentença de morte na hora, que Elias deveria ser executado. Comemorem os defensores dos direitos dos assassinos que não são seus filhos os mortos todos os dias. Porque esse matador, de 17 anos, já havia sido "apreendido" 12 vezes. Não dá vontade de vomitar?
 
COISA DE DOIDO
 Se forem reais os números que andam sendo apresentados sobre o total de servidores da Câmara Municipal de Porto Velho - apenas 120 concursados, para mais de 350 cargos comissionados - se está diante de um absurdo inominável. Não é possível que um poder, responsável pela fiscalização do Executivo e que deva dar exemplo do cumprimento das leis, mantenha essa aberração. Está na hora de se começar uma limpeza pelos lados da Câmara, realizando concursos para que esta situação acabe de vez. Os vereadores da Capital têm obrigação de dar explicações à comunidade sobre o que está acontecendo por lá.
 
É O RAIO
Brincadeira de humor negro. "Morreu de que?" "Do raio!" "Que raio?" "O raio da cachaça!". Pois é o álcool que continua tirando vidas e mais vidas, nesse trânsito doido. No final de semana, mais duas pessoas morreram, daquela forma besta. Ambos saudáveis, trabalhadores, informa-se que passaram o dia bebendo e depois foram voltar para casa de moto. Não deu outra. O que pilotava foi atingido pelo raio. Da cachaça. E perdeu a vida, junto com o amigo, embaixo das rodas de um ônibus.Duas famílias ficaram órfãs. Terrível.

TROCA DE COMANDO
E o secretário da Justiça, delegado Fernando Oliveira, agora ex, deixa a Secretaria de Justiça,assim como seu adjunto, Zaqueu Ramos. Oliveira deixa o posto com nota recheada de elogios ao governador Confúcio Moura, mas a verdade é que a pressão sobre a Seijus foi intensa e, ainda, a longa greve dos agentes penitenciários pode ter pesado na decisão. Elizete Gonçalves, até agora um nome desconhecido do público, será a nova titular da pasta.

E OS BRASILEIROS?
São velhos, mas ainda são bons. Voam. Poderiam, por exemplo, ser colocados a disposição do sistema de saúde do país, para transportar doentes, feridos no trânsito, ajudar famílias ilhadas, enfim, teriam, para os brasileiros mais pobres, uma série de utilidades. Mas, por decisão da presidente Dilma, quatro helicópteros brasileiros foram doados, presenteados, sem qualquer custo ou contrapartida, ao Exército da Bolívia. O que os bolivianos têm que os brasileiros não têm? Espera-se pelo menos bom senso e menos ideologia, dos nossos governantes.

PERGUNTINHA
Será que, depois de tantas promessas e vergonhosos atrasos, finalmente este ano ainda o novo prédio da INSS de Porto Velho será inaugurado?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires
 
 

VENDO - MOTO YAMAHA - VIRAGO

Moto muito bonita, converse com o César e faça um bom negócio!

O Uso Seguro da Bicicleta Como Meio de Transporte Exige uma Revisão de Postura Sobre o Direito de Ir e Vir, Afirmam Especialistas


Felipe Aragonez, diretor do Instituto CicloBR e repórter da rádio CBN, Nabil Bonduki, vereador de SP, Paulo Saldiva, médico e professor da USP, Willian Cruz, da ONG Vá de Bike!, e Renata Falzoni, jornalista e apresentadora da ESPN Brasil, em painel mais aguardado do Fórum Abraciclo 2013
forum abra
Baseados no direito de ir e vir, os participantes e também praticantes do uso de bicicletas dentro das cidades, Felipe Aragonez, Nabil Bonduki, Paulo Saldiva e William Cruz, debateram, no IV Fórum Abraciclo Mobilidade & Segurança em Duas Rodas, realizado recentemente, em São Paulo, as questões relacionadas à segurança no trânsito para os ciclistas, tendo como mediadora a jornalista Renata Falzoni.
A utilização da bicicleta como meio de transporte no Brasil ainda conta com poucos adeptos, se comparada a países europeus como Holanda e Inglaterra. Além de amenizar o volume de pessoas nos transportes públicos, o modal não polui o ambiente e ainda promove benefícios à saúde para quem pratica. Por isso cresce fortemente a ação do poder público para estimular e favorecer o uso de bicicletas nas principais cidades dos países desenvolvidos – e seus habitantes aderem cada vez mais à ciclo-mobilidade.
As cidades brasileiras, no entanto, ainda não estão preparadas para receber os ciclistas nas ruas. Além de poucos trechos de ciclovias, a cultura do uso da bicicleta como meio de transporte não está inserida em nossa população. “A legislação brasileira foi pensada, em geral, para as pessoas que utilizam carros. Os próprios ciclistas não conhecem seus direitos”, afirma o arquiteto, urbanista, professor da FAU/USP e vereador da cidade de São Paulo, Nabil Bonduki.
Outro fator que aponta a falta de estrutura para inserir as bicicletas no cotidiano da população é a ausência de locais específicos para que os ciclistas possam trafegar e estacionar. “A bicicleta é o único meio de transporte que não pode trafegar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo”, comenta o médico e professor da USP, Paulo Saldiva.
forum abra2
Infrações para Carro ou Bicicleta?
O comportamento da sociedade, diante da nova realidade no uso de transportes, também foi discutido na ocasião. Na rua, todos são considerados pedestres, independente dos meios utilizados. “A legislação do Brasil foi pensada, em grande parte, para os condutores de automóveis, o que redobra a preocupação em unir esforços para manter seguro o deslocamento coletivo”, afirma Bonduki.
Com relação às normas defendidas no Código de Trânsito Brasileiro, o responsável pelo projeto Vá de Bike!, comenta: “A lei do menor esforço é um privilégio dos ciclistas e pedestres. A bicicleta não precisa seguir as regras impostas para os carros. Posso transitar pela calçada e parar minha bicicleta, caso alguém se aproxime”.
Como soluções, os especialistas sugerem o compartilhamento, entre ciclistas e pedestres, das calçadas em determinados trechos, a adoção de espaços limitados para que as bicicletas possam sair à frente dos carros e das motos no semáforo (Bike Box), a mobilização da população por igualdade e respeito no trânsito e a construção de mais ciclovias nas cidades.

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas
Com 37 anos de história e 13 associadas, a ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – representa, no país, os interesses dos fabricantes de transporte em Duas Rodas, além de investir fortemente em ações que tenham por objetivo a busca pela paz no trânsito e pilotagem defensiva.
Representativa, a fabricação nacional de motocicletas – majoritariamente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM) – está entre as cinco maiores do mundo. Já no segmento de bicicletas, o Brasil se encontra na terceira posição entre os principais produtores mundiais. No total, o Setor de Duas Rodas gera em suas indústrias cerca de 20 mil empregos diretos.

MOTOCICLETAS
BICICLETAS
Frota Nacional: mais de 20 milhões
Frota Nacional: mais de 70 milhões
Produção anual: cerca de 1,7milhão de unidades
Produção anual: mais de 4 milhões
de unidades
5º maior produtor mundial
3º maior produtor mundial
 Fonte: Moto esporte

terça-feira, 28 de maio de 2013

Plenário aprova projeto que confere maior autonomia aos delegados


O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (28), projeto de lei que regulamenta as atribuições e garante maior autonomia aos delegados nos inquéritos policiais (PLC 132/2012). A proposta, alvo de questionamentos desde a votação do relatório do senador Humberto Costa (PT-PE) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), foi aprovado apenas com uma emenda de redação e segue para sanção presidencial.
Pelo texto, o delegado só poderá ser afastado da investigação se houver motivo de interesse público ou descumprimento de procedimentos previstos em regulamento da corporação que possam prejudicar a eficácia dos resultados investigativos. O ato com essa finalidade dependerá de despacho fundamentado por parte do superior hierárquico.
A exigência de ato fundamentado também é prevista para a eventual remoção, ou seja, a transferência do delegado para qualquer outro órgão diferente daquele em que se encontra lotado.
O projeto, apresentado na Câmara pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), especifica que o cargo de delegado de polícia é privativo de bacharel em Direito. Além disso, conforme o texto aprovado no Senado, a categoria passa a ter o mesmo tratamento protocolar dado a magistrados, integrantes da Defensoria Pública e do Ministério Público.
Inconstitucionalidades
O senador Pedro Taques (PDT-MT) levantou dúvidas em relação à constitucionalidade da proposta, o que, segundo ele, resultará em questionamentos no Poder Judiciário. Ele considerou vago, por exemplo, o parágrafo que dispõe que o delegado poderá conduzir a investigação criminal por meio de inquérito policial “ou outro procedimento previsto em lei”. Para Taques, o texto deveria esclarecer que outros procedimentos seriam esses.
Taques também criticou a previsão de que o delegado conduzirá a investigação criminal de acordo com seu "livre convencimento técnico-jurídico". Segundo o senador, quem é dotado de livre convencimento pode se recusar a praticar determinados atos, o que não seria aplicável aos delegados.
Apesar de ressaltar não ser contrário ao mérito do projeto, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) manifestou preocupação com as dúvidas levantadas ao longo de sua tramitação no Senado. Ele pediu mais tempo para discutir a proposição e defendeu a “independência necessária não somente ao delegado, mas à Polícia Federal e ao Ministério Público”.
O senador Alvaro Dias também criticou a pressa do Senado na aprovação de projetos. Ele se disse “desencantado” com o processo legislativo e afirmou que existe um conformismo da Casa que não contribui para melhorar o país.
- O Senado não pode ser tão conformado. Só o inconformismo promove mudanças – destacou.
PEC 37
O relator da proposta, senador Humberto Costa (PT-PE), negou que o texto represente qualquer interferência na competência de outros órgãos na investigação criminal. Segundo ele, a proposta não tem nenhuma relação com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37/2011, em tramitação na Câmara dos Deputados, que retira poderes de investigação do Ministério Público.
- O projeto trata exclusivamente de investigação policial. Em nenhum momento as atribuições do Ministério Público estão comprometidas pelo PLC 132 – destacou.
Fonte: Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

EDUCAÇÃO - Professora vai estudar nos EUA

Raquel Aparecida
A professora da rede estadual de ensino, Raquel Aparecida de Fátima Martins Cangussu, conquistou uma bolsa de estudos no Programa de Desenvolvimento para Professores de Língua Inglesa nos EUA (PDPI). O programa está sob a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil e com a Comissão Fulbright, com o apoio do Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed).

Raquel é professora da Escola Carlos Drummond de Andrade, no município de Presidente Médici, sob a jurisdição da Coordenadoria Regional de Ji-Paraná. Para concorrer à bolsa do PDPI, a professora participou de um teste de avaliação de nível em Língua Inglesa e conseguiu aprovação. O curso será realizado no período de 24 de junho a 2 de agosto de 2013.

O programa visa fortalecer a fluência oral e escrita em inglês, compartilhar metodologias de ensino e avaliação que estimulem a participação do aluno em sala de aula, estimular o uso de recursos online e outras ferramentas continuada de professores e na preparação de planos de aula.

O curso oferece cobertura de custos com: alojamento, alimentação, seguro saúde, passagens aéreas de ida e volta, visto J-1, taxas e materiais escolares, além de uma ajuda de custo. 

A iniciativa oferece curso intensivo de seis semanas em uma universidade nos Estados Unidos, com atividades acadêmicas e culturais, para professores de Língua Inglesa da educação básica.
Fonte: O Estadão do Norte

Posto Ipiranga - domingo

Neste último domingo (26), estivemos no Posto Ipiranga para não perder a sequência de encontros. Somente este escriba e o querido amigo Solano presentes ao Posto. Mas o domingo amanheceu um tanto "chuvoso", talvez o motivo da ausência dos amigos. Mas vamos em frente....Vejam as fotos.



CONVITE - 1º ENCONTRO DE MOTOCICLISTAS DE OURO PRETO DO OESTE - RO

O convite está feito. Vamos comparecer, à festa vai ser muito bonita!

Regyna Souza

 Regyna Souza, reside na linda cidade de Jataí-GO.  Sempre simpática, além de ser uma pessoa  muito romântica. 

OPINIÃO DE PRIMEIRA


ATÉ QUANDO PORTO VELHO VAI FICAR SEM A EXPOVEL?
 Na primeira década dos anos 2000, Porto Velho reviveu um evento daqueles que orgulham uma cidade. Renascida, depois de longos anos de péssimas administrações, a Expovel voltou com força para o Parque dos Tanques. Suas primeiras edições, com novo formato e novo comando - à frente o delegado e pecuarista João do Vale Neto - mostraram toda a grandeza do agronegócio. Uniram-se à feira uma série de empresários bem sucedidos, todos ávidos em ter uma exposição que mostrasse o potencial da região e, mais que isso, abrisse mais portas para negócios. Durante muito tempo, a Expovel foi um sucesso absoluto. Custava caro, lógico, mas tinha ótimos resultados. O Estado aplicada pesados recursos, talvez até mais do que devesse, já que a iniciativa privada deveria ter maior participação, mas mesmo assim valia a pena pelos números finais. Além de ser uma grande festa popular, com rodeio nacional e internacional, com cantores sertanejos famosos, era, mais que tudo, uma feira de bons e grandes negócios.
 Já no primeiro ano do atual governo ficou claro que a Expovel não estava nos planos. Não houve acordo com os empresários promotores, a parceria público-privada que se desenhava não andou, o Parque dos Tanques foi abandonado, a estrutura demolida e a Expovel saiu de cena. Agora, quando Ji-Paraná realiza com grande sucesso a segunda Rondônia Rural Show, com negócios de 350 milhões de reais, pergunta-se: quanto uma Expovel hoje, com a grandeza do agronegócio ainda mais solidificada, não traria em faturamento para Porto Velho e para o Estado? Está na hora da volta à mesa de negociações, até com a liderança do secretário Evandro Padovani, que é do meio e conhece a importância de um evento deste porte. A maior cidade de Rondônia não pode ficar ser sua feira agropecuária.
 VIDA BOA! - Mais uma semana de moleza, no país das maravilhas, na terra do Bolsa Família e dos estádios bilionários. Nesta quinta tem feriado nacional, mais um religioso e, é claro, o funcionalismo público não vai trabalhar na sexta. Porque esses feriadões não são para o Brasil que precisava produzir, para o Brasil que se não trabalhar, não recebe. São para os servidores de todos os escalões, que indo ou não ao serviço, produzindo ou não, ganham seus salários religiosamente. Lamentável!
O BEM E O MAL - O empresário Kazan Roriz se tornou personagem das redes sociais e, principalmente, do facebook. Alguns textos contam uma história de vida recheada de lutas e conquistas; de uma quase genialidade. Outros - a maioria - o colocam como uma pessoa perturbada, inclusive necessitando de tratamento psiquiátrico imediato e medicamentos. Como até há bem pouco tempo ele não era uma pessoa pública, sua história não tinha qualquer interesse. Mas agora, quando assume a presidência do Partido Ecológico Nacional (PEN) e se lança candidato ao Governo ou ao Senado já é alvo. Para o bem e para o mal..
VACINA SALVA - A primeira morte de um rondoniense pela gripe H1N1, ocorrida na semana passada, tem que servir de alerta. Em São Paulo, só neste ano, 55 pessoas já morreram por causa da doença. Por aqui, onde as distâncias são imensas e as dificuldades de busca de socorro, principalmente para quem mora em áreas distantes do interior, o perigo é imenso. Por isso, a campanha de vacinação contra a gripe, no Estado, foi ampliada até o próximo dia 31. É bom a população se imunizar...
SÓ PROMESSAS - Três deputados federais - Marinha Raupp, Carlos Magno e Nilton Capixaba - pressionaram o presidente nacional do INSS,  Lindolfo Oliveira Sales, em reunião em Brasília, para resolver problemas crônicos em Rondônia, como a absurda falta de médicos peritos. Sindicalistas também participaram do encontro. Seria bom se o presidente do órgão tirasse o traseiro da cadeira e a moleza do ar condicionado para ver pessoalmente como anda sendo tratado o povo rondoniense, pela instituição que ele comanda. Mas, mesmo assim, pela enésima vez, prometeu solução para todos os descasos. Esperemos, pois!
 INFERNIZANDO - A semana começou como terminou: sem solução para as várias greves que assolam o Estado e põe tanto governo como a maioria da população reféns do funcionalismo. Parte dos grevistas tem também infernizado a vida do governador Confúcio Moura, comparecendo a cerimônias realizadas para entrega de casas, anúncio de obras, participação em feiras, vaiando cada vez que o governador fala. Ou simplesmente aparece. O confronto está chegando a um patamar perto do insuportável e está na hora da Justiça começar a agir. Quem não tem nada com isso é que está pagando o pato, ou seja, a população do Estado, que não é servidora pública.
 DINHEIRO EM CONTA - Aquela boataria que acabou gerando uma correria de mais de 900 mil beneficiários do Bolsa Família, dias atrás, mobilizou o governo. Discursos duros foram feitos, a Polícia Federal foi colocada em peso no caso, e...agora a coisa complicou. Um dia antes da correria aos caixas, sem qualquer motivo, a Caixa Federal mudou os dias de pagamento e depositou o dinheiro da multidão de dependentes do dinheiro do programa social.  Não é alguma situação muito estranha? Tem mesmo que se investigar tudo...
 PERGUNTINHA - Será que veremos alguma grande obra concluída em Porto Velho antes do final deste ano?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Mulheres contam como manter a vaidade em cima da moto



Acessórios femininos, grafismos na carenagem e cuidados com a beleza estão no topo da lista na hora de se destacar no trânsito. O desafio, porém, é encontrar os itens ideias para as mulheres no mercado
Apesar da resistência de muitos motociclistas homens, as mulheres estão cada vez mais nas ruas e chegaram ao setor de duas rodas para ficar. Para se destacar em meio a tantos homens e suas motos, elas procuram cuidar da beleza e da vaidade enquanto pilotam. Para isso, investem em acessórios mais femininos, como roupas e equipamentos de segurança, além de cuidados especiais na hora de sair para pilotar.
No entanto, para manter todo este cuidado, é preciso encontrar produtos disponíveis no mercado que sejam exclusivos para mulheres, o que nem sempre é fácil. Uma das dificuldades que elas vêm enfrentando, ao contrário do que se pensa, não é na hora de tirar a CNH ou de conduzir a moto, mas sim em manter a vaidade feminina durante a pilotagem para se diferenciar dos pilotos homens no trânsito.
A busca por acessórios com cores que remetem ao público ‘cor de rosa’ nas lojas é uma das frustrações entre elas. “Se chego numa loja e pergunto se há algum produto com detalhe rosa os vendedores (homens) se sentem quase que agredidos, por que ainda não estão acostumados à nova clientela, e logo respondem que não há nada rosa", comenta a empresária Vanessa Paes Campos, que é motociclista há 14 anos e já escreveu para alguns fabricantes pedindo acessórios com detalhes femininos.
Devido a essa dificuldade, a maior parte delas opta por customizar seus próprios acessórios em casa. “Meu colete tem um único detalhe rosa. Ele é todo preto, mas para me destacar no trânsito costurei uma imagem da Penélope Charmosa. Quem olha sabe que ali tem uma mulher no piloto”, diz Vanessa.
Mas, por outro lado, a publicitária e professora, Samara Brochedo, acredita que não basta apostar as fichas na vaidade e esquecer-se da segurança na hora da pilotagem. “Se destacar no trânsito com aspectos femininos é muito importante para a diminuição do preconceito com as mulheres. Mas, antes de se preocupar com a vaidade, a mulherada precisa ficar de olho na segurança, já que o nosso corpo é mais frágil que o do homem”, alerta.
Para isso, a Revista Mundo Moto e as integrantes do grupo “Mulheres Motociclistas Apaixonadas por Motos” elaboraram uma lista com tudo o que pode e o que não deve ser usado por mulheres na hora de pilotar. Confira:
Elas aprovam:
·         Jaquetas, luvas, botas, capacetes e calças personalizados com figuras femininas
·         Customização da carenagem da moto com grafismos mais delicados
·         Maquiagem na região dos olhos
·         Brilho labial com cor ou sem, que além de ser um item feminino ajuda a hidratar os lábios
·         Correntes e colares por baixo da jaqueta, que deve ser fechada durante a pilotagem
·         Protetor solar no rosto e na região dos braços e mãos
·         Cabelos bem presos para evitar que fiquem despenteados
Melhor evitar
·         Shorts, camisetas de manga curta e jaquetas abertas, pois em caso de queda deixa o corpo mais exposto a ferimentos
·         Botas de salto alto, pois dificulta o equilíbrio nas paradas e é proibido por lei
·         Base ou pó no rosto, que pode sujar o capacete
·         Cremes na palma da mão podem deixar a mão escorregadia na hora de acelerar e frear a moto
·         Rasteirinhas ou chinelos podem prejudicar a pilotagem
·         Calças de couro em dias de muito sol podem causar desconforto durante a pilotagem





Fonte: Revista Mundo Moto            Fotos: Heidi Sasse

DÍVIDA - Banco Mundial empresta US$ 150 milhões ao Brasil

Foi aprovado o empréstimo para programas de saúde e educação pública e "inclusão social"


O Banco Mundial (BM) aprovou nesta quarta-feira um empréstimo de US$ 150 milhões para programas de saúde e educação pública e "inclusão social" no Sergipe.  Segundo a instituição multilateral com sede em Washington, os programas beneficiarão 2 milhões de pessoas que vivem no nordeste e incluem atividades para "consolidação da gestão fiscal e a inovação no setor público".

"Sergipe tem um bom desempenho na educação, na saúde e no crescimento da renda, em comparação com outras regiões do Nordeste", disse o governador do Estado, Marcelo Déda, segundo o comunicado do BM. "Mas também sabemos que há muito que precisamos melhorar", acrescentou.

"Já iniciamos as principais reformas necessárias para melhorar nossos resultados atuais e com esse programa  atenderemos os segmentos mais pobres da população". O programa para o Sergipe inclui ações que levam em conta o gênero, especialmente nas áreas de saúde, educação e inclusão produtiva, e promoverá medidas para reduzir a violência contra as mulheres após  a criação da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres no estado.

O BM explicou que a missão da entidade é o aprimoramento  da identificação de problema de gênero e o desenvolvimento de métodos para resolvê-los.  "Ao enforcar os problemas mais difíceis e tomar medidas para resolvê-los, o estado de Sergipe demonstra seu compromisso com a erradicação da pobreza e da desigualdade e a promoção do crescimento econômico sustentável", disse Deborah Wetzel, diretora do BM para o Brasil.

O empréstimo que terá uma única parcela, tem a garantia do Brasil e um prazo de vencimento de 28,5 anos, com um período de carência de um ano, informou o BM.
Fonte: Jornal o Estadão do Norte

MINUTOS DE SABEDORIA

"Se alguém diz que ama a Deus, mas não ama o seu semelhante é mentiroso".
Isto foi escrito pelo Apóstolo São João, e expressa uma grande verdade.
Deus está dentro de todas as criaturas.
Então, se temos raiva de alguém, isso atinge o próprio Deus que nele habita.
Demonstraremos nosso amor a Deus, que não vemos, sabendo amar as criaturas que vamos e que vivem em torno de nós.

domingo, 26 de maio de 2013

Governo já tem acesso aos dados de usuários da Internet

Quando fornecemos nosso dados a qualquer empresa que seja, exigimos dela - ou pelo menos deveríamos - que mantenha em sigilo aquelas informações pessoais, principalmente os cadastros feito em bancos, empresas de telefonia, redes sociais entre outros.

No entanto, descobriu-se, recentemente, que orgãos estatais têm acesso a todas essas informações que fornecemos às empresas, comprometendo muito a nossa privacidade. E pior: órgãos públicos diferentes, com finalidades diferentes, podem usar e ver informações um do outro, "e sabe-se se lá quais outras instituições".

Essas conclusões foram feitas pelo professor Bruno Magrani, da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro. Magrani participa de um estudo, coordenado pelo Center for Democracy and Technology - em Washington -, que mapeia os modos como os governo de diversos países do mundo - Alemanha, Canadá, China, Estados Unidos, Israel, Brasil, etc - obtêm acesso a dados particulares nas mãos de empresas privadas. 

Essa análise foi transcrita para um livro, lançado este mês. A Folha de S. Paulo teve acesso à parte do livro que expõe os fatos no Brasil, identificado dois casos: 

  1. Por meio de acordos entre instituições governamentais, como o Ministério Público e a Receita Federal, e empresas de capital privado, como a Microsoft e o Facebook, podendo ocorrer casos como quebra de sigilo de e-mails, de contas e de diversas informações pessoais. 
  2. E mediante a Anatel, que pode ter acesso às empresas de telefonia em tempo real e, portanto, saber o tempo de qualquer ligação, quem ligou para quem e outros dados. 


O professor declarou à Folha que não há uma legislação exclusiva a respeito do tema no Brasil, o que prejudica bastante, fomentando, quase sempre, em confusão. "É o Código Civil que disciplina, mas de forma muito genérica", afirmou. 



Até onde é correto a possibilidade de invasão de privacidade pelo Governo? Até que ponto somos realmente livres? Todo cidadão não deveria ter o seu direito de sigilo garantido, ou pelo menos ser avisado do ato por parte do Estado.?

Fonte: Lígia Ferreira é jornalista e analista de mecanismos sociais. - Folha Política.org

Não tem jeito, estamos "ferrados com este governicho"

Está sendo noticiado com todas às letras que o “governicho” do Brasil está perdoando à quantia de  US$ 900 milhões que os países africanos devem para nós (para  povo). E este “governicho” realmente está “fazendo da gente”, do povo um verdadeiro palhaço. Ora bolas, afinal quem vai sair perdendo somos nós, os contribuintes.

Realmente não tem jeito, a famosa presidenta Dilma, este é o nome da "fera", está fazendo isto, segundo a mesma para incrementar as relações do Brasil com estes países, em nome de uma política externa. Mas não com o dinheiro do povo, minha senhora.  Tenha paciência presidenta, gozar com a nossa cara, jogar o  nosso dinheiro fora. Que tal se a senhora pagasse esta dívida que estes países africanos têm com o povo brasileiro, com o seu gordo salário e diárias que toda a sua corriola recebe dos contribuintes brasileiro. Tenha paciência “o minha”.......
                                                                          José Carlos Chaddad



208. POINT DO MOTOCICLITA

208. POINT DO MOTOCICLISTA
AVENIDA NAÇÕES UNIDAS COM RUA SALGADO FILHO
PRAÇA DO MOTOCICLISTA
25.05.2013

Realizamos mais um Point do Motociclista. O sábado amanheceu com uma brisa magnífica, ou seja, clima muito bom em nossa cidade.

E como sempre o nosso encontro houve dentro de um clima saudável e muito aconchegante. O Bastos iniciou a entrega dos troféus aos participantes do nosso 4º aniversário. Ficando ainda uma boa parte para ser entregue. Com certeza o Bastos entregará no próximo encontro.


Mais uma reunião dos amigos que irão fazer mais uma viagem pelos países vizinhos, todos liderados pelo motociclista Alexandre, todo animado com o roteiro pronto. Desejamos aos amigos uma boa viagem. Vejam as fotos. 















MANJAR DOS DEUSES

Você é linda Paulinha, tenha certeza. Além disso, você é uma delícia!

OPINIÃO DE PRIMEIRA

GREVES SÃO NORMAIS, MAS HÁ UM LIMITE PARA SUPORTÁ-LAS

O caso das greves de servidores do Estado está chegando perto do limite do suportável. A partir dele, as coisas podem se tornar muito ruins e as consequências, perigosas. Professores, policiais, agentes penitenciários e pessoal da Justiça cruzaram os braços, causando prejuízos à população. É bom que se defenda as greves, que são normais, mas sempre como último recurso. O que se tem visto, em Rondônia, são paralisações que extrapolam os interesses das categorias e põe em risco o funcionamento da máquina estatal. Dois exemplos: os agentes penitenciários, a quem o governo garante, quase dobrou o salário em um ano, têm exigências corretas, é claro, mas também exageros notórios. Em entrevistas e ações, partem para métodos não ortodoxos, incluindo o desrespeito às autoridades e aos seus chefes. O mesmo ocorre com os policiais civis. Têm razão em suas reivindicações? Claro que sim! Mas são homens e mulheres da lei e, antes de qualquer coisa, têm que defender a lei. Ao não acatar decisão judicial que os mandou de volta ao trabalho, dão mau exemplo. Só poderiam continuar parados se algum recurso fosse acatado pela Justiça.
 Quando o ex-governador Ivo Cassol falou grosso com algumas categorias - principalmente com o Sintero, com seus vieis político-partidário, além de defender os interesses dos professores - foi taxado de intransigente. Pois o governador Confúcio Moura fez o oposto. Tentou agradar todos, deu aumentos até arriscados para os cofres do Estado, mas, mesmo assim, é tratado como inimigo. É sempre bom lembrar que os funcionários públicos são vitais para nosso Estado e nosso país, mas são imensa minoria. A grande maioria, que paga os salários deles, quer serviços em troca. Não importa sob que argumentos, o grosso da população não tem que pagar uma conta que não é sua.
 IML - Corpos expostos, ao ar livre, fedentina, falta de estrutura, falta de pessoal, lâmpadas queimadas, geladeiras para manter os corpos de vez em quando quebradas: esse é o triste retrato do IML de Rondônia. E isso que já foi pior, até porque há tempos atrás, um formigueiro já estava inclusive atingindo a estrutura do prédio antigo. Está na hora das autoridades darem uma atenção especial a esse setor. Não dá para continuar como está.
CONVITES NÃO FALTAM - PMDB, PDT, DEM, PSD, PSDC, PR, PSB, PSDB a lista não acaba. Tem muitos outros. Todos eles já procuraram o empresário e ex-candidato a Prefeitura de Porto Velho, Mário Português, para ingressar nos seus quadros. O PSB de Mauro Nazif também o procurou, mas Português avisou que não poderia aceitar porque pretende disputar novamente a Prefeitura em 2016, certamente contra Nazif, que irà à reeleição. Por enquanto, o megaempresário rondoniense está no MD, resultado de uma fusão do PPS com o PMN. Decide para onde vai até o próximo dia 30.
DE CIMA PARA BAIXO - Por falar em MD, o novo partido, comandado nacionalmente por Roberto Freire, ainda não definiu seu diretório provisório em Rondônia. O nome mais forte para comandar o partido, é o do ex-governador João Cahulla, que inclusive tentou a reeleição pelo PPS, agora fundido com o PMN. Se as coisas seguirem seu curso normal, será mesmo Cahulla o comandante da nova sigla. Já Sandro Morett, que era presidente do PMN, quer que seja o indicado. Nos próximos dias, a decisão virá de Brasília, de cima para baixo...
PELO CANO - Começa a pipocar, aqui e ali, que o governo Confúcio Moura tem trabalhado duro, tem investido pesado, tem realizado obras importantes, mas que sua comunicação com o rondoniense não acompanha esse ritmo. Está na hora da equipe "confunciana" sentar à mesa e planejar ações nesse sentido, inclusive dando mais liberdade de ação e recursos turma do Decom. Em plenos anos 2013, quando a comunicação é vital em todos os setores, governo que não souber como falar com sua população está fadado a tubular. No popular: entrar pelo cano.
DOIS EXEMPLOS - No interior, poucas surpresas. Como se imaginava, os dois prefeitos que andam esbanjando popularidade e bons resultados nos primeiros meses do ano, são o reeleito Alex Testoni e o recém eleito Jesualdo Pires. Preparados, os dois têm tudo para fazer administrações muito positivas em suas cidades. Jesualdo só pensa em cumprir bem todo o seu mandato e resolver os problemas da sua cidade, mas Testoni anda serelepe, ouvindo convites à toda hora para entrar na disputa pelo Governo do Estado em 14.  Espera-se muito também dos prefeitos de outras cidades, que ainda não deram o mesmo salto da dupla de Ouro Preto e Ji-Paraná.
SEM PORTO E SEM CADEIA - Dá vontade de chorar, ao ler reportagem do site G1 (Globo), relatando que a obra do porto do  Piauí está abandonada. Depois de 37 anos em construção e com quase 390 milhões de reais investidos. Um estado pobre, que poderia melhorar a condição de vida da sua gente com obras de vulto, o Piauí é um resumo do abandono e do desrespeito com o dinheiro público no Brasil. O Piauí não tem porto. E não deve ter cadeia também, porque os ladrões dos cofres públicos continuam livres, leves, soltos. Lamentável!
PERGUNTINHA - Quando o governo brasileiro vai começar a informar, em detalhes, tudo o que está gastando para construir os estádios para a Copa das Confederações e para a Copa do Mundo?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

sábado, 25 de maio de 2013

Nietzsche para estressados

As pessoas nos castigam por nossas virtudes. Só perdoam sinceramente nossos erros

Nietzsche
O CONTRÁRIO DO AMOR não é o ódio, mas indiferença. Quem parece nos detestar nutre, no fundo, uma admiração oculta por nós. A inveja funciona da mesma forma. A fúria do invejoso sempre se direciona para um êxito.

Schopenhauer, filósofo que inspirou Nietzsche, afirmou o seguinte a esse respeito: " inveja dos homens mostra quão infelizes eles se sentem e a atenção constante que dão ao que fazem os demais mostra como sua vida é tediosa".

Isso não quer dizer que não devemos tomar cuidado com os invejosos, que, cegos pela paixão negativa que os move, podem nos criar problemas. Como falar sobre a inveja não resolve nada - ninguém reconhece essa disfunção emocional -, o mais sensato é evitar envolver o invejoso em nossos planos, pois sua tendência inconsciente será tentar nos boicotar.

Quando falamos sobre um projeto promissor a uma pessoa dessas, ela logo trata de apontar as falhas para nos desanimar, para que não sigamos adiante. Por esse mesmo motivo, convém ocultar nossos êxitos sempre que possível. Dessa forma poupamos sofrimento e evitamos a carga emocional negativa que poderia nos atingir.
Fonte: Do Livro Nietzsche para estressados - Allan Percy

Laurito e Margareth - Jantar

Na última quinta feira (23), mais uma vez estivemos na residência dos queridos amigos Laurito e Margareth. Desta vez para saborear uma delicioso Nhoque, além da tradicional Costela preparada pelo Laurito.  Passamos lá bons momentos. O simpático casal de amigos sempre nos recebendo de braços abertos. Valeu, legal! Vejam as fotos.