quinta-feira, 31 de julho de 2014

OPINIÃO DE PRIMEIRA

CRESCE O ELEITORADO E MELHORA A ESTRUTURA, MAS A POLÍTICA...
Em dois anos, o eleitorado em Rondônia cresceu apenas em 21 mil novos cidadãos aptos a votar em outubro. No total, temos mais de 1 milhão e 105 mil registros para quem for às urnas este ano, menos de 2% sobre 2012, quando das eleições municipais. A Capital do Estado tem, só ela, quase 27% de todo o eleitorado, chegando a mais de 302 mil eleitores, 140 vezes mais que a pequena Pimenteiras, com seus 2.150 moradores aptos para a votação. Na maioria das cidades, temos pequenas comunidades, com eleitorado pequeno. Depois de Porto Velho, Ji-Paraná, Cacoal, Ariquemes, Vilhena, Jaru e Rolim de Moura concentram os maiores números de votantes e, em várias dessas cidades, o eleitorado feminino (foto) é maior que o masculino. Mais uma vez, vamos ver a maior parte das mulheres votando em homens. A frase "mulher não vota em mulher", embora tenha menos força nos dias de hoje (até por Dona Dilma), continua sendo uma verdade. Os partidos se arrebentam para  apresentar 30% de nomes femininos entre seus candidatos, porque, mesmo sendo maioria, são poucas delas as que querem também ter efetiva participação na política. Como muitos homens de bem, as mulheres que teriam como oxigenar a política local e nacional, preferem ficar distantes, certamente assustadas com o que acontece nas disputas eleitorais.
Porto Velho é uma das 15 capitais do país onde a votação será biométrica, com a impressão digital do eleitoral, evitando que haja qualquer tipo de fraude. Antes o sistema já era quase perfeito. Agora, com a biometria, não há como burlar a eleição. É uma pena que, enquanto a Justiça Eleitoral evolui muito e se moderniza (a custo, claro, de milhões e milhões de reais), a estrutura política do país continue, em muitas regiões, como nos tempos do coronelismo. Mas daí, já é outra história...
 AIDS CRESCE - Números da Aids já assustam em Porto Velho. São cerca de 2.800 contaminados, para uma população que beira os 450 mil habitantes. Embora percentualmente estejamos num patamar igual a São Paulo, no geral os números na Capital já deixam as autoridades da saúde pública em alerta. São mais de 300 novos casos nos últimos anos, o que piora ainda o quadro. Prevenção, camisinha, cuidados com a vida sexual e com o uso coletivo de agulhas: sem isso, a Aids pega mesmo!
 FICHA O QUÊ? - Enquete da TV Candelária em Ariquemes mostrou uma faceta clara do quanto o eleitorado está por fora do mundo da política. A repórter Líbia Albuquerque, foi às ruas e ouviu de pessoas que entrevistou, que elas sequer sabiam o que significa um candidato Ficha Suja. A lei, que completou quatro anos, vem sendo alardeada  como um grande avanço para o país. E é. O problema é que parte do eleitorado não  tem a mínima ideia do significa essa lei. Ou seja, lá vamos nós de novo ver, eleitos, nomes enrolados. Lamentável!
 ESTÁTUA À VISTA! - Habemus Liberdade! Pelo menos a estátua, com a chama acesa e tudo... É que nesse sábado de manhã, abre as portas a filial da Havan, anunciada como  a mais completa loja de departamentos do Brasil, cujo símbolo é a famosa escultura que é cartão postal da maior cidade dos Estados Unidos. Em Porto Velho, a estátua de 40 metros foi colocada há mais de dois meses e se tornou quase uma atração turística, estourando como destaque nas redes sociais. A nova loja vai dar uma boa mexida no comércio da Capital, que não está vivendo seus melhores dias...
MP APOIA ARRAIAL - Ainda não é definitivo, mas uma primeira reunião entre grupos folclóricos que participam do Arraial Flor do Maracujá e o Ministério Público Estadual, já trouxe fortes luzes no fim do túnel, para que o evento possa ser realizado, como o será, a partir de 22 de agosto. O que o MP não quer é o derrame de dinheiro público em festas comerciais, alguns até particulares (pelo menos 87 milhões de reais iriam para esses eventos que nada têm de interesse do grande público). Afora isso, o MP quer que o Arraial se realize. E vai apoiar, o que é louvável.
 PÚBLICO OU PRIVADO? - Estão mais do que certo o procurador geral do MP estadual, Héverton Aguiar e seus colegas. Em eventos em que há cobrança de ingresso, como explicar investimentos públicos?  Para que dinheiro público em festas de aniversário, eventos quase fechados e até corrida de Motocross, que são promoções privadas? A grana tem que ir para importantes acontecimentos culturais, aqueles que mexem e envolvem o povão e que têm acesso gratuito. O Arraial Flor do Maracujá se insere totalmente neste contexto. Por isso não pode morrer e vai acontecer de novo!
 ESTÃO À SOLTA - Virou moda agora a bandidagem, que anda mais solta do que nunca, atacar famílias inteiras dentro de suas casas, em Porto Velho. Nesta semana, mais um caso, entre tantos que têm sido registrados nos últimos meses. Três canalhas, drogados, gente que não merece qualquer complacência, ameaçou matar a todos os apavorados moradores. E ainda procuravam por um policial, em quem queriam, certamente, atirar. O que dói em todos é que, brevemente, eles estarão soltos, para fazer tudo de novo...
 PERGUNTINHA - Quando começar  o horário eleitoral gratuito, a presidente Dilma Rousseff terá mesmo um grande crescimento nas pesquisas eleitorais, como ela está prevendo?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

MANJAR DOS DEUSES


Fala verdade, estes manjares são deliciosos! Concorda? 

TRANSPOSIÇÃO DOS SERVIDORES

COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA A TRANSPOSIÇÃO É PRORROGADA POR MAIS UM ANO

Servidor esperando a Transposição!
O Governo Federal publicou nesta quinta-feira o Decreto 8.291, ampliando em um ano o prazo de duração da Comissão Interministerial que realiza análise dos requerimentos de pessoal do ex-Território de Rondônia para que passem aos quadros federais. Assim, os responsáveis pelo deferimento ou não dos pedidos terão mais 12 meses para realizar a avaliação dos casos. Desde julho de 2011 quando foi criada, apenas 48 pessoas – dos mais de 10 mil aptos – tiveram sucesso, mas mesmo assim ainda não foram incluídos na folha de pagamento da União.
O Decreto publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial ainda garante seis cargos em comissão para os servidores que já atuam na análise dos processos.
Fonte: RONDONIAGORA
Autor: RONDONIAGORA

 É uma verdadeira palhaçada! É brincar com o coitado do servidor.

Mamãe Zelosa



 Mamãe zelosa com o seu respectivo "bruguelo"!

Fotos: Revista Ciência


SAÚDE BUCAL - Excesso de acidez na boca pode causar erosão dentária - O problema é comum em pessoas que sofrem de refluxo e bulimia

Excesso de acidez na boca pode causar erosão dentária

Se seus dentes possuem aspecto amarelado, sem brilho e com perda de esmalte, fique atento, você pode sofrer de erosão dentária. Segundo o dentista especialista em periodontia Pedro Augusto Benatti, o aumento da acidez na boca acaba corroendo o esmalte do dente e expondo a dentina, parte amarela abaixo do esmalte. A área mais afetada é a parte dos dentes voltada para o interior da boca. Em casos graves, buracos podem ser formados nos dentes. 

O consumo excessivo de refrigerantes, que possui altos níveis de ácido fosfórico e cítrico, e medicações como os anti-histamínicos (antialérgicos) e os ácidos acetilsalicílicos (para dor e febre) contribuem para o desgaste dos dentes. A Síndrome de Boca Seca também é um fator importante, pois a baixa produção de saliva diminui o PH da boca, deixando-a mais ácida. Mas os principais causadores da erosão dentária estão relacionados ao consumo de drogas, como a metanfetamina, e com problemas digestivos e alimentares. 

O ácido presente no suco gástrico é responsável por ajudar a digerir a comida que ingerimos mas, diferentemente do estômago, a boca não está preparada para estar em contato com esse ácido durante muito tempo. Portanto, pessoas com distúrbios gastrointestinais como o refluxo têm mais chance de desenvolver a erosão dentária. O refluxo é quando o suco gástrico escapa do estômago por algum problema no sistema digestivo e pode subir pelo esôfago, comprometendo a laringe e os pulmões, ou pode chegar até a boca e provocar mau hálito e a erosão dentária. A sensação de queimação na região do esôfago, dor e até tosse seca podem ser sintomas de refluxo.

A bulimia também está relacionada à erosão dentária. Neste distúrbio psicológico, a pessoa ingere grandes quantidades de alimentos, geralmente com alto teor calórico, e logo após se arrepende com medo de engordar. Entre as alternativas para recuperar o peso, a mais comum é a indução do vômito. Com o contato do suco gástrico nos dentes, através do vômito, o esmalte vai sendo corroído.
Tratamento

O dentista pode fazer restaurações do dente com coroas de porcelanas em casos graves e utilizar resinas compostas para lesões menores. Contudo, Benatti lembra que o tratamento envolve profissionais de diversas áreas. “No consultório, podemos devolver a forma e a cor do dente, mas o paciente precisa tratar o que desencadeia a erosão dentária. Caso contrário, o dente volta a perder o esmalte”, explica.

Fonte: MSN - Estilo

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Lá no Posto Ipiranga - quarta-feira

Bem, eu não 
.

Mas, tenho certeza que alguém


lá no posto Ipiranga nesta quarta feira (30).




O ESTRONDO DO SILÊNCIO

Por Edileusa Pena
 Tão aqui, mas distante, a perder de vista.
Daqui a pouco, a estupidez do novamente.
Semeei a crença na fantasia,
Tudo foi em vão.

O coração adora mandar em mim.
O vazio ancorou do meu lado.
Em breves momentos, perco a fé.
As pessoas são por vezes cruéis.
Fonte: *Edileusa Pena * - Professora Adjunto II - Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
Campus de Rondonópolis - Mato Grosso - MT
 

O poder custa caro

Em época de eleições, a caça ao voto não deixa que o povo perceba claramente os custos das campanhas. O marketing produz nos candidatos tantas máscaras que inebriam as multidões. Maquiagens nos rotos, branqueador de dentes, belos discursos de efeito contagioso, viagens para pressupor onipresença, braços supostamente solidários e muitas promessas... Tantas que até dá inveja aos santos!

Mas, tudo isso tem um preço. Embriagados pelas campanhas, os eleitores sequer imaginam os maços de notas de cem reais necessários para que os partidos políticos continuem no  poder. Santinhos, adesivos, veículos com alto-falantes, almoços, combustível para as “formiguinhas”, anúncios na mídia e tantos outros itens de propaganda são produzidos para que eu e você sejamos convencidos a votar nele ou nela. Sim, porque cada candidato deseja de mim e de você algo que somente o povo tem: o voto.

Na declaração de bens que os candidatos veiculam, a gente fica até com dó. Dá vontade de fazer uma vaquinha para emprestar um dinheirinho para eles ou elas! Dizem que o carro é velho, que somente possuem uma casinha aqui, uma fazendinha, umas terrinhas acolá... Uma poupançazinha, uns trocados em dólares, um apartamentozinho... E mesmo assim (pobrezinhos!) desejam servir à pátria insistindo que estão “atendendo aos clamores do povo e, por isso, colocam seus nomes à disposição para merecerem o voto de cada cidadão”.

De repente, como num passe de mágica, o dinheiro enche as campanhas, como se alguém abrisse as comportas. Empresários, banqueiros, industriais e similares botam fé na campanha, ou melhor, injetam recursos. Dos totais dessas cachoeiras de cédulas, os relatórios apresentam apenas a ponta do iceberg – aquela parte obrigatória pela lei. E antes que você pense que eles são tão bonzinhos ao financiarem as campanhas, lembre-se que essa gente rica ama e vive por causa de um objetivo: o lucro.

Ora, se o candidato não tem dinheiro suficiente para se eleger e quem o apóia vai querer o retorno com lucro, então a coisa pega porque sou eu e você que pagaremos a conta! Por isso, depois de eleitos,  a maioria deles se envolve em escândalos, corrupção e todos os nomes complicados que a lei criou para uma coisa chamada roubo.  Pagaremos a conta, sim porque o chamado dinheiro público sai do meu e do seu bolso. O salário milionário deles domos nós que pagamos com nosso salário mínimo. Enquanto pagamos para eles terem magníficos planos de saúde, usamos o SUS. Enquanto pagamos para os filhos deles estudarem no exterior, nossos filhos usam a rede pública de ensino quando não há greve. Enquanto pagamos todas as mordomias de moradias, viagens, telefonia, automóveis importados, motoristas, seguranças, férias, recesso e até roupa nova para eles usarem toda semana – tantas vezes chegamos no meio do mês sem poder levar a família para dar  um passeio e tomar um picolé na praça.

O poder custa caro e sempre é o povo quem paga a conta. Há milênios, essa história se repete nas monarquias, ditaduras, impérios; parlamentarismo ou presidencialismo; qualquer tipo de democracia, bolivariana ou brasileira, tucanizada, ou petizada, de direita ou de esquerda. Talvez não consigamos viver nesses Brasil uma época diferente, onde o candidato não seja um profissional do partido, onde o partido não exista para mamar nas tetas do governo, onde o governo sirva ao bem-estar do cidadão, onde o cidadão tenha aprendido a votar, e onde cada voto signifique a construção do Estado alicerçado na ordem e no progresso, com justiça e paz, sem a necessidade de pão e circo. Mas, enquanto esse tempo não chega, pense bem a quem você dará o seu voto.


Fonte: Autor do Texto – Moisés Selva Santiago / Jornalista – Jornal Alto Madeira

DOENÇA - Em estudo vacina contra dengue reduz em 56% o número de casos

Estudo de fase 3 avaliou a eficácia da vacina em 10.278 pessoas na Ásia. Vacina também está em teste na América Latina; resultado sai este ano

Uma vacina contra dengue desenvolvida pela Sanofi Pasteur conseguiu reduzir em 56% o número de casos da doença em testes. Participaram do estudo 10.278 voluntários da Ásia. É a primeira vez que uma vacina experimental contra dengue atinge resultado semelhante em um estudo na chamada fase 3, ou seja, que envolve um número grande de pessoas e é a última antes de ser submetida para aprovação para comercialização.

Do total de voluntários, dois terços receberam a vacina e um terço recebeu placebo (dose sem o princípio ativo, para efeito de comparação). Entre os que receberam a vacina, o número de infecções por dengue foi 56% menor do que entre os que receberam placebo.

A Sanofi Pasteur também desenvolve atualmente um segundo estudo de fase 3 para avaliar a eficácia  do mesmo produto em voluntários da América latina. Somente no Brasil, 3.550 pessoas foram vacinadas. Os resultados dessa segunda iniciativa devem ser divulgados até o final do ano, segundo a empresa.

De acordo com Sheila Homsani, gerente do departamento da Sanofi Pasteur, a farmacêutica pretende aguardar os resultados obtidos na América Latina para consolidar os danos dos dois estudos clínicos, registrar o produto e submetê-lo às agências reguladoras dos diferentes países.

Sheila observa que esta é a primeira vacina contra dengue a concluir estudos de fase 3 e que, por isso, não é possível comparar a eficácia dela com a de outros produtos. “Essa eficácia é mais do que a Organização Mundial da Saúde (OMS) estimava, já que ela espera reduzir a mortalidade por dengue em 50% até 2020”, diz Sheila. Por isso, a contribuição da vacina seria considerada “expressiva”, de acordo com a gerente.

Para o infectologista Alexandre Naime Barbosa, professor da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp), caso o resultado seja validado, ele pode ser considerado expressivo. “No Brasil, tivemos 1,5 milhão de casos de dengue só no ano passado. É uma doença que afeta muita gente e tem um índice de mortalidade que chega a 1%. Por isso, uma redução  de mais de 50% de casos é relevante”.

Ele observa que a adequação científica do estudo só poderá ser verificada quando os resultados foram publicados em uma revista científica. Até o momento, dos dados divulgados pela empresa ainda são escassos. Não há, por exemplo, um detalhamento sobre qual foi o grau de proteção em relação a cada um dos quatros subtipos da dengue.

Barbosa lembra que, em um estudo anterior da Sanofi Pasteur, a mesma vacina, testada em 4 mil crianças, teve uma eficácia de apenas 30%. O estudo de fase 2 foi concluído em 2012 e publicado na revista “The Lancet”. Na época, os resultados foram recebidos com grande decepção, já que se esperava uma eficácia de até 70%.

Atualmente, existem diversas iniciativas de pesquisas para o desenvolvimento da vacina contra a dengue em todo o mundo, inclusive de instituições nacionais, como o Instituto Oswaldo Cruz. Mas nenhuma delas chegou à fase 3 de testes.

Fonte: Bem estar


OPINIÃO DE PRIMEIRA

TERRORISMO TRATADO COM BENEVOLÊNCIA É UM PERIGO!

O caso dos vândalos, que praticaram atos de destruição e terrorismo e que, presos, foram rapidamente soltos por decisão judicial, é mais um entre tantos que fazem o Brasil refletir sobre o que está acontecendo com nosso país. De que adiantam intensas investigações, que custam às vezes pequenas fortunas, pelo aparato que envolvem; de que adianta a coleta imensa de provas, gravações telefônicas autorizadas pela própria Justiça; de que adianta confissões e denúncias, se, ao invés de ficarem na cadeia, onde é o lugar deles, esses celerados são soltos e prontos para atacar de novo? Pior ainda: com câmeras e microfones, ainda fazem apologia ao crime e se declaram "perseguidos políticos", num país onde a plena democracia vigora. Claro que a grande culpa é do pacote de leis, algumas feitas com intenções das mais obscuras, para autoproteção, porque muitos dos que as criam querem mesmo é serem beneficiados, quando chegar a hora de eles terem que prestar contas. Eles sabem que o farão, mais dia, menos dia. Mas também há sim culpa de magistrados (parece que todo o mundo tem medo de falar isso!), que se apegam às vezes à interpretações de firulas legais, para não permitir que criminosos sejam punidos da forma que merecem.
O caso dos Black Blocks e seus líderes, assim como de muitos participantes dos grupos de destruição, que praticaram terrorismo puro e ainda planejavam ataques com bombas, causando danos e mortes, é sintomáticos. Transformados em questão política e ideológica, como se vivêssemos uma ditadura e não uma democracia, onde há direitos e deveres para todos, os episódios dos bandidos das ruas preocupam demais. Porque têm o aval de muitas lideranças políticas. Porque tem o aval da OAB e, pior de tudo, tem recebido o aval de parte do Judiciário. Lamentável!
 CÁSSIO E EXPEDITO - Tucanos rondonienses cruzando os dedos. Depois que o TRE da Paraíba autorizou a candidatura ao governo de Cássio Cunha Lima, que tem um problema legal idêntico ao de Expedito Júnior, cresceram as esperanças dos partidários dele, no Estado, sobre a possibilidade de que ele receba também aval do TRE para disputar a eleição. Como Expedito, Cássio Cunha Lima terá cumprida sua punição da Justiça Eleitoral quatro dias antes da eleição. A turma de Expedito anda feliz com a nova e boa notícia.
 PRIMEIROS NOMES - Nascimento Antonio da Silva (o Pimenta de Rondônia) e Maria Reginilce Ribeiro foram os dois primeiros candidatos a governador e vice, respectivamente, aprovados pelo TRE. No caso deles, a decisão foi monocrática. A dupla do PSOL/PSTU, na disputa e amplia para seis o número de postulantes ao Palácio do Governo, já está autorizada a concorrer.  Os outro cinco cabeças de chapa, que deverão passar pelo crivo do TRE nos próximos dias são Confúcio Moura, Expedito Júnior, Jaqueline Cassol,Padre Ton e Pimenta de Rondônia.
 BR FATAL - Adianta ainda falar no que representa a BR 364, como uma espécie de manto da morte, levando dezenas de vidas todos os anos? Há alguma autoridade que se compadeça dessa tragédia que atinge tantas famílias em nosso Estado? Se há, onde está? Nesse final de semana, entre tantas mortes violentas no trânsito, mais um jovem morreu, entre Cacoal e Presidente Médici, exatamente no dia em que completava 22 anos. As coisas estão assim: nossos jovens, quando não exterminados pelo crime, o são pela violência do trânsito.
 GRANA PETISTA? - Na Folha de São Paulo, notícia de que o PT teria prometido mais de 3 milhões de reais para ajudar a candidatura do PMDB em Rondônia, num pacote de investimentos que superaria 38 milhões de reais a candidatos do partido do país todo. O que não se sabe ainda é se essa promessa é real (já que todos os envolvidos negam e os que falam, só o fazem anonimamente) e, se tudo for verdade, os 3 milhões agora irão para a campanha do Deputado Padre Ton, o candidato petista ou se seria rachado com o PMDB. O assunto é tema recorrente nos bastidores da política nacional e local.
 CARTES E O AGRONEGÓCIO - Na rápida visita a Porto Velho, quando o avião oficial teve que fazer uma parada técnica para abastecer, o presidente paraguaio Horácio Cartes, foi recebido por várias autoridades. Queria saber muitas coisas e avisou que voltará para conhecer as hidrelétricas do rio Madeira. Mas Cartes quis detalhes mesmo é sobre o agronegócio em Rondônia. A enorme participação da agricultura e da pecuária, no PIB do Estado, chamou a atenção do Presidente de forma especial. Ele queria saber também detalhes sobre a criação de gado. Cartes gostou do que ouviu.
 PUNIÇÃO EXEMPLAR - O Judiciário tem nova chance de dar um exemplo daqueles inesquecíveis à Nação. Tem que punir, com todo o rigor, se tudo ficar comprovado, o juiz mineiro Amaury de Lima e Souza, preso, suspeito de receber dinheiro do narcotráfico. É um escândalos dentro da Justiça brasileira até pior, certamente, do que o caso do juiz Nicolau dos Santos Neto, que roubou milhões de reais, desviados da obra do TRT de São Paulo. No caso de Lima e Souza, a conivência com o pior tipo de bandido, em troca de propina (num dos casos, teria recebido 600 mil reais), é mais terrível. Cadeia nele!
 PERGUNTINHA - Quando a economia brasileira vai voltar a dar sinais de aquecimento, já que o quadro atual é dos mais preocupantes?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

terça-feira, 29 de julho de 2014

Como identificar uma depressão

Para identificar a depressão deve-se estar atento aos sinais e sintomas da doença, que geralmente incluem:
  • Tristeza persistente;
  • Perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas;
  • Perda de energia, desânimo:
  • Dificuldade de concentração ou de tomar decisões;
  • Alterações do apetite;
  • Sentimentos de culpa, inutilidade ou fracasso;
  • Falta de esperança, pessimismo;
  • Isônia ou sonolência excessiva;
  • Choro sem razão aparente;
  • Irritabilidade;
  • Mais de 5% de perda ou de ganho de peso;
  • Idéias de morte ou tentativas de suicídio;
  • Dores frequentes de cabeça, na coluna ou no resto do corpo.
Ao identificar estes sintomas é aconselhado uma consulta médica para seja avaliada a necessidade da toma de medicamentos antidepressivos. No entanto é importante esclarecer que o tratamento da depressão é demorado e tende a demorar mais de 6 meses, mesmo estando adequado, e durante este período o indivíduo irá necessitar da ajuda de amigos e familiares que possam lhe dar apoio.
Fonte: Tua Saúde

Shirley e Orlando

Os queridos Amigos Shirley (a nossa Penélope Charmosa, a Original) e o Orlando estão retornando a nossa cidade de Porto Velho-RO, após participarem do Moto Capital em Brasília-DF. Ambos pilotando suas "máquinas", uma aventura sensacional.   Estamos aguardando. Abraço e boa viagem. Sempre com a proteção de Deus!


Gatas da Copa (para não esquecer)





 Lindas em qualquer momento!


Remédio caseiro para desânimo

Um excelente remédio caseiro para desânimo e cansaço é tomar o suco de maçã com beterraba. A maçã contém propriedades que promovem o bem-estar e a beterraba é rica em ferro que aumenta a hemoglobina na corrente sanguínea, que ajuda no combate à anemia que pode ser a origem do desânimo.

Ingredientes

  • 1 maçã
  • 1/2 beterraba
  • 1/2 colher de sopa de gengibre picado
  • 1 cenoura
  • 1 xícara de água
  • açúcar mascavo ou mel para adoçar

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e beber a seguir. Tome este remédio caseiro 2 vezes ao dia, todos os dias por pelo menos 2 semanas para depois avaliar os resultados.
Aumentar o consumo de alimentos ricos em ferro como as carnes, feijão com arroz e chocolate negro também é indicado. No entanto se os sintomas persistirem um médico deverá ser consultado, pois episódios de cansaço e desânimo podem ser sinais de depressão, que por vezes deve ser tratada com o uso de remédios.
Fonte: Tua Saúde

VIII SALÃO DAS MOTOPEÇAS VEM AI

Será realizado entre os dias  13 a 16 de agosto o VIII Salão Nacional e Internacional das Motopeças, organizado e promovido pela ANFAMOTO – Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças, no Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo em São Paulo – SP.
Conhecido como Salão das Motopeças, o evento é a maior feira do segmento e reúne as principais empresas do setor e é o ambiente adequado para a realização de negócios com quem entende de motopeças e acessórios. São mais de 200 marcas divididas em 85 expositores, que vão mostrar seus lançamentos, novidades e tendências de mercado em 4 dias de feira e interagir com um publico qualificado, composto por potenciais compradores de toda a cadeia do segmento de motopeças.
Salão das Motopeças gera uma grande interação entre as empresas e os visitantes que buscam negócios, desenvolver parcerias, conhecer novos produtos e representar as marcar em suas regiões, proporcionando ao expositor a ampliação de sua rede de relacionamento e por consequência a criação de ótimas oportunidades.

DADOS GERAIS
Evento: VIII Salão Nacional e Internacional das Motopeças – SALÃO DAS MOTOPEÇAS
Data: 13 a 16 de agosto de 2014 (quarta, quinta, sexta-feira e sábado)
Local: Expo Center Norte – Pav. Amarelo – Av. Otto Baumgart, 1000 – São Paulo – SP
Horário: das 15h às 21:30h – 4ª à 6ª-feira. Das 15h às 20h Sábado.
Visitação Gratuita (não aberto ao consumidor final)
Fonte: Moto Esporte

TRANSPOSIÇÃO DOS SERVIDORES

Transposição embaralhou por negligência do governo Confúcio, diz senador

Para ele , a solução ideal para agilizar os processos seria a criação de uma Central Administrativa da Transposição com servidores, técnicos e procuradores que atuam em Rondônia.

Servidor esperando a Transposição!
 O senador  Odacir Soares (PP) tem uma opinião diferente a respeito dos últimos acontecimentos envolvendo a transposição dos servidores de Rondônia aos quadros da União. 

Odacir credita total responsabilidade ao Governo do Estado de Rondônia por empurrar o andamento da questão, causando prejuízos tanto aos trabalhadores que têm o direito à mudança quanto aos próprios cofres. 

– Semana passada o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia, o Sintero, divulgou uma nota amplamente propagada na imprensa dando conta de que, anos depois, a transposição está andando. Isso porque o Estado de Rondônia só agora vem tomando as medidas cabíveis. A própria entidade sindical relata, em determinado trecho da notícia, que os técnicos do governo federal elogiaram os trabalhos e disseram que era esse o tipo de providência necessária para agilizar a análise dos processos – comentou o senador.

Culpa é do Governo do Estado de Rondônia

Segundo Odacir, a culpa jamais foi do governo federal e a demora da gestão de Confúcio Moura (PMDB) a se ater aos fatos foi fator preponderante para que o trâmite se arrastasse muito mais do que deveria: 

– Tudo poderia ter sido mais simples. Se desde o começo tivessem levantado um dossiê de cada servidor, documentado de forma correta e não encaminhado de qualquer maneira para Brasília, como em casos em que houve até documentação escrita à mão, o Estado de Rondônia estaria usufruindo dessa economia e o servidor, por sua vez, já estaria recebendo seus salários do governo federal sem esse estresse por tanta demora – asseverou. 

Central Administrativa da Transposição

O senador também falou sobre a necessidade de se criar – mesmo que muito atrasado – uma Central Administrativa da Transposição, que seria um órgão específico para tratar e dar prosseguimento ao assunto de forma célere e eficaz. 

– É possível resolver o entrave da transposição em sessenta dias, no máximo em noventa. Basta querer. Montando a Central Administrativa da Transposição, o Governo de Rondônia colocaria servidores, técnicos e procuradores com a tarefa de preparar, como fizeram agora, os processos de cada servidor com a velocidade necessária. Espero que a partir de agora o governo estadual diligencie neste sentido, não mais negligenciando uma questão tão importante para Rondônia quanto esta – disse Odacir Soares. 

Ex-Território Federal de Rondônia 

– Quando o estado de Rondônia foi criado, extinguindo o antigo Território Federal, a questão era exatamente a mesma. Todos os servidores foram transpostos para o quadro em extinção da União com extrema rapidez, sem tumulto, sem confusão que é o que se precisa fazer agora. É um absurdo que essa já não seja uma demanda resolvida. Enquanto a questão não toma a forma indicada pelo Ministério do Planejamento do governo federal, os servidores e suas famílias não têm tranqüilidade. No Senado Federal acompanharei a partir de agora todo o processo da transposição de modo a não deixa-lo paralisar novamente por falta de uma burocracia estadual competente e efetiva – finalizou o senador Odacir Soares.
Fonte: Tudo Rondônia

OPINIÃO DE PRIMEIRA

EXERCÍCIOS DE FUTUROLOGIA SOBRE A ELEIÇÃO DE OUTUBRO

A corrida pelo voto, na disputa pelos cargos proporcionais, poderá trazer surpresa em 2014? Pode ser. Para o Senado, por exemplo, onde Acir Gurgacz concorreria praticamente sozinho à reeleição, surgiu agora o nome fortíssimo de Ivone Cassol. E ainda corre por fora, sendo falado em todas as rodas de comentários sobre a política local, que o professor e pastor Aluizio Vidal pode repetir o feito de Silvana Davis, há anos atrás, quando ela conseguiu mais de 80 mil votos para o Senado. Já em relação à Câmara Federal, sem dúvida a coligação que tem nomes mais fortes é a liderada pelo PMDB. A tal ponto do partido, internamente, de comentar que elegerá pelo menos três e que há chances concretas de conseguir uma quarta cadeira. Ficaria, nesse caso, com metade da bancada de deputados federais. Peemedebistas ainda mais apaixonados falam em até cinco cadeiras, o que seria um feito extraordinário e uma surpresa nunca antes imaginada. E para a Assembleia? Bem, aí complica mais. Não se sabe qual será o índice de renovação, mas há quem diga que a tendência é que ela seja muito alta, superando talvez a da última eleição, quando chegou a 75%. Dos atuais deputados estaduais, talvez cinco ou seis retornem, é o cálculo de quem conhece a história das eleições no Estado. 
Claro que tudo isso são apenas previsões, exercícios de futurologia. Qualquer coisa que vá acontecer, tem que combinar antes com o eleitor. Pode ser que ele tenha melhorado mesmo e aí, no geral, avançaremos nas questões da nossa tão desgastada  política. Ou, pelo contrário, pode ter piorado, o que pode parecer pessimismo, mas na verdade está mais perto da realidade do que uma melhoria acentuada. Daí, então, nossas esperanças de avanços vão ter que ser guardadas por mais alguns anos. Pelo menos até a próxima eleição...
UM MÊS E MEIO - Julho está terminando e as campanhas ainda estão meio que com o freio de mão puxado. Nem os candidatos majoritários andam num ritmo que se imaginava, seria o ideal, de início de correria atrás do voto, nessas alturas. Como o TRE ainda não decidiu se libera ou não, para a disputa, alguns dos nomes considerados importantes no contexto da disputa (e com o alto custo da campanha), todos estão se contendo, para começar a batalha mesmo lá pela segunda quinzena de agosto. Ou seja, de campanha forte mesmo, um mês e meio, apenas...
 DESRESPEITO E MÁ VONTADE - O caso do bebê Nícolas, cujo corpo sumiu do Hospital de Base, está praticamente elucidado. Lá na frente, vai ficar claro que houve uma sucessão de erros, procedimentos que não foram seguidos, irresponsabilidades. O corpo provavelmente da criança foi incinerado de forma errada, sem autorização legal, sem que todos os trâmites tivessem sido seguidos. Mais um episódio que deixa claro o quanto o serviço público e seus agregados estão recheados de má vontade e desorganização. Lamentável!
 ANEDOTÁRIO NACIONAL - Dá pena ver as pessoas tentando enxergar a pista do aeroporto de Porto Velho, à noite, na saída e chegada de aviões. Algum idiota, imaginando-se gênio, decidiu colocar uma película escura no vidro, isolando a pista do restaurante e de todo o público. Como esse tipo de gente ainda trabalha em locais que deveriam atuar apenas pessoas responsáveis e que não fizessem essas maluquices?  Com essas coisas ridículas, o aeroporto "internacional" de Porto Velho vai acabar entrando para o anedotário nacional.
 ABERRAÇÃO ABONADA - O que surpreende é que os chefes  de quem criou essa aberração a abonaram. Não fosse isso, o responsável já estaria no olho da rua e a película que transforma o aeroporto de Porto Velho no único do mundo em que é proibido enxergar a pista, teria sido tirada totalmente, ao menos para amenizar a idiotice feita. Alguém viu essa besteira e começou a tirar a película, embora ela ainda esteja isolando a maioria da área de visão. É um pequeno passo para corrigir a excrescência. Mas maior parte da burrice ainda continua lá!
 PLANOS PARA 2016 - Já há pelo menos três nomes para entrar na disputa pela Prefeitura de Porto Velho, daqui a menos de dois anos. Mauro Nazif,é óbvio, tentará a reeleição. O outro, o do empresário Mário Português, que teve performance muito boa na sua estreia na política, tem competência  e sonha em cuidar da sua cidade. O terceiro ressurge depois de anos fora de cargos públicos. É Odacir Soares, que será senador por 90 dias, na vaga de Ivo Cassol, licenciado. Claro que virão muitos outros candidatos, mas esses três aí estariam na disputa, se a eleição fosse hoje.
 HOMEM DAS ESTRELAS - Estamos perdendo, aos poucos, o que tínhamos de melhor. Se vão craques do passado, escritores, historiadores, artistas que fizeram do nosso país um verdadeiro manancial de talentos. Neste final de semana passado, foi-se embora mais um dos grandes brasileiros, o genial astrônomo Ronaldo Mourão, o melhor que já tivemos em todos os tempos. Respeitado em todo o mundo, As suas principais contribuições astronômicas foram efetuadas no campo das estrelas duplas, asteroides, cometas e estudos das técnicas de astrometria fotográfica.Perda irreparável.
 PERGUNTINHA - Como será 2015 para a economia brasileira, com a previsão de crescimento pífio, inflação crescendo e risco de desemprego em alguns setores?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Eu Preciso de Você!

Eu Voarei Com Você!

270. POINT DO MOTOCICLISTA

270. POINT DO MOTOCICLISTA
AVENIDA NAÇÕES UNIDAS COM RUA SALGADO FILHO
PRAÇA DO MOTOCICLISTA
26.07.2014

Realizamos mais um Point do Motociclista neste sábado. Desta vez recebemos a visita do Amigo Bastos, um dos fundadores do Point, sendo que o querido Amigo recebeu das mãos do Cisne o Troféu do nosso 5º Aniversário.  Agora o Bastos está pilotando uma linda BMW 650. Valeu Bastos pela iniciativa há 5 anos atrás. 

Também recebemos a visita do Amigo e Motociclista Nenê de Itapuã do Oeste-RO, o qual agradecemos a sua presença. Também está de volta ao Point o Amigo Nassim, o mesmo estava "esfriando o saco" no Alaska.  Tudo bem, tudo tranquilo no Point. Veja as fotos.
Bastos e Cisne (companheiros de estrada, eu disse de estrada)