sábado, 18 de novembro de 2017

Mesmo que nem sempre entenda os planos de Deus para mim, confio Nele!

Deus nunca nos dá um fardo que não sejamos capazes de suportar

Ultimamente, estou vivendo uma fase complicada na minha vida. Está tudo uma confusão, causando-me estresse e até uma certa tristeza.
Estou refletindo muito sobre minha situação atual para entender se realmente essas coisas deveriam acontecer comigo. Estou sentindo uma frustração geral com minha vida e uma falha em minha saúde emocional.
Parece que tudo está me incomodando, não consigo manter a tranquilidade. No trabalho, as coisas estão realmente estressantes, mal consigo me comunicar com meus colegas de forma saudável. Tenho me questionando meu valor e meu propósito, porque se estou seguindo o caminho certo, não tem motivo para isso acontecer.
Aqui encontro-me mais uma vez, sustentando sentimentos de estresse e insatisfação tão intensos que mal consigo ficar em pé direito.
No entanto, mesmo em meio a esse período conturbado da vida, tenho uma vantagem. Eu sei que não estou sozinha, que tenho alguém com quem conversar e verdadeiramente contar. Alguém que deseja a minha felicidade e têm planos incríveis para mim.

Esse alguém é Deus, e eu O agradeço por tudo, porque por pior que tenha sido o meu dia, quando fecho os meus olhos e faço minha oração para dormir, Ele sempre está lá para mim, aceitando-me como sou.

Eu posso não saber quais planos Deus realmente tem para mim, mas isso não me faz confiar menos Nele. Tudo acontece por uma razão, então, eu me conforto sabendo que mesmo os dias exaustivos e estressantes valerão a pena, uns dias a frente, porque Deus está sempre comigo.
Uma coisa que eu sempre ouvi e sei que é verdade é que Deus nunca nos dá um fardo que não sejamos capazes de suportar. Então, passando por essa situação atual, eu entendo que é uma forma de me fazer acreditar em mim mesmo(a) e na minha capacidade de conquistar todas as coisas que desejo da vida, porque eu sou capaz.
Na minha visão, esses momentos complicados são a maneira de Deus me dizer para ser forte, para aguentar firme, porque Seus planos para minha vida são grandes, e quando eles se manifestarem, verei que são maiores do que eu jamais poderia ter imaginado. Eu sei que devo confiar Nele, porque Ele sabe o que é verdadeiramente melhor para mim.
Por todos esses motivos, eu agradeço a Deus por suas m
aneiras de me fortalecer, de me preparar para a vitória que está logo à frente em meu caminho. Agradeço a Ele por não me abandonar nunca, independente de qual caminho eu esteja seguindo.
Agradeço também por todos os planos que Ele tem para a minha vida. Eu sei que um dia todas as dificuldades valerão a pena.

Por isso, eu sempre confiarei em você, meu querido Deus.

Fonte: osegredo.com.br


RAFAEL MOTOS - PORTO VELHO

Bem, a Oficina do nosso querido Amigo Rafael é muito bem frequentada pelos motociclistas, que lá procuram um serviço de primeira qualidade e, claro vai encontrar, pois o Rafael é um excelente profissional, muito atencioso e com ótimos preços. Lá estive para um rápido café e registrei a presença de vários Amigos motociclistas, todos "cuidando" das respectivas motos, sob a responsabilidade do Rafael.  A Oficina fica ali no Bairro Eldorado, Rua Anari,  próximo a Av. Jatuarana. Valeu a visita. Veja as fotos.




DUCATI NO SALÃO DUAS RODAS

A Ducati levou para o Salão Duas Rodas como seus principais atrativos o modelo a Monster 797, já apto para venda no Brasil por R$ 39.900 e a SuperSport S, que tem lançamento previsto para junho do ano que vem, ainda não em preço definido para o mercado brasileiro. A montadora italiana mostra ainda duas edições especiais da Scrambler e da Multistrada Enduro.
A esportiva compacta 797 tem quadro Trellis e motor Desmodue L-twin refrigerado a ar com 803 cm3. Essa unidade de potência atende ao Euro 4 e produzir 75 hp a 8.250 rpm e um torque máximo de 69 Nm (50,8 lbft) a 5.750 rpm. O ABS da Monster 797 funciona juntamente com um sistema de freio dianteiro de dois discos Brembo de 320 mm presos por duas pinças radiais Brembo M4.32.
O tanque de combustível tem capacidade de 16,5 litros, o assento fica a 805 mm do solo e os guidões são largos.É equipada com garfo Kayaba de 43 mm de 130 mm de curso. Já na traseira, a suspensão consiste em um amortecedor Sachs com pré-carga da mola ajustável. Os pneus são Pirelli Diablo Rosso II de composto duplo 120/70 ZR17 na roda dianteira e 180/55 x ZR17 na roda traseira.
Esportiva
A SuperSport S tem suspensão Öhlins totalmente ajustável, o sistema de aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS) e uma capa para o assento traseiro. O motor é de cilindro duplo de 937 cm3 Testastretta 11° que produz 113 cv a 9.000 rpm (o valor de potência indicado é medido utilizando um dinamômetro de chassis) e uma curva completa de torque linear com pico de 96,7 Nm a 6.500 rpm.
São três modos de pilotagem (sport, touring e urban), peso úmido máximo de 210 kg, 1.478 mm entre os eixos, pneu traseiro de 180/55 e para-brisas de Plexiglas com altura ajustável pode ser posicionado em duas diferentes posições com 50 mm de deslocamento.
No sistema de freio, a frente tem pinças radiais monobloco Brembo M4- 32 – movidas por bomba radial Brembo PR18/1 com reservatório separado e alavanca ajustável que comprimem dois discos de 320 mm. Na traseira, um disco de 245 mm preso por uma pinça Brembo de 2 pistões. O aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS) é um sistema eletrônico derivado de competições que permite aos pilotos aumentar e reduzir a marcha sem usar a embreagem e sem precisar fechar a aceleração para aumentar uma marcha.
A SuperSport possui o Pacote de Segurança Ducati (DSP), que inclui o ABS 9 MP Bosch e o Controle de Tração Ducati (DTC). Em conjunto, eles intensificam o desempenho dinâmico, otimizam o controle e garantem níveis de segurança entre os mais altos do mercado.
Edições especiais
A nova versão da Scrambler vem com acessórios como guidão esportivo, retrovisor baixo estilo “café racer” e grade de farol. A Scrambler Custom é uma versão exclusiva para o Brasil. O modelo será comercializado a partir de dezembro, disponível na cor prata. Preço sugerido consumidor: R$ 39.900
A Ducati Multistrada Enduro ganha edição uma versão Especial Brasil. O novo modelo Limited Edition vem equipada com dois tipos de pacotes Enduro Pack e Touring Pack. Preço sugerido consumidor: R$ 94.900
Fonte: Informações e imagens: divulgação/MotoMovimento.

Opinião de Primeira - UMA FRASE ÓBVIA QUE AS REDES SOCIAIS TRANSFORMARAM EM PURO BESTEIROL

“A inguinorânça é que astravanca o pogresso”. A frase famosa, de um humorista antigo, ironizava a ignorância que domina muitas coisas nesse país de 14 milhões de analfabetos totais e outros 35 milhões de analfabetos funcionais (os números oficiais estão no Google, se alguém quiser pesquisar), se aplica como uma luva para as redes sociais. O nível de desconhecimento é absurdo, assim como algumas opiniões, incluindo de gente mais “letrada”, que escrevem coisas sem pé nem cabeça, completamente fora do contexto. São iguarias que poderiam encher alguns programas de humor e shows de stand up. Isso, é claro, quando não se lê frases como “a gente sabemos” ou “o çol onti estava quenti demàs”! e por aí vai. O comentário vem a calhar pela repercussão de uma frase simplória, óbvia, sem qualquer profundidade, mas realista, dita pelo governador Confúcio Moura, ao lançar a Infoparty 2017, uma feira de robótica e tecnologia que começa nesta sexta e vai até o domingo, no pátio do Palácio Rio Madeira/CPA. Segundo ele, as pessoas não devem ter medo dos robôs, pois no futuro, “eles farão a maioria dos serviços e muito melhor!” Ah, pra que! Internautas (claro que alguns eivados de falta de conhecimento e a esses se perdoa), alguns bem esclarecidos, postaram nas redes sociais comentários absurdos, como se Confúcio tivesse dito alguma heresia. Houve quem escrevesse, por exemplo, que os robôs deveriam substituir os políticos, fazendo um gracejo completamente fora do contexto, sobre a nova e incontestável realidade. Outro lembrou que a Revolução Industrial também ameaçava os empregos, mas que eles continuaram existindo, como se uma coisa tivesse ligação direta com a outra. Desfocadas, as cabeças não pensantes, que as temos em profusão nesse Brasil, tentaram transformar uma declaração clara, sem qualquer invencionice, apenas adequada aos novos tempos e aos dias de hoje, como se fosse uma ofensa aos trabalhadores. Lamentável!
Confúcio, é claro, não disse qualquer heresia. Não aumentou. Não inventou. Falou algo tão óbvio que, a uma inteligência mínima (porque daí para baixo não há como se cobrar nada), se exigiria imediata compreensão e concordância. Claro que em suas postagens e muitas vezes, o Governador de Rondônia comete erros, fala (escreve) demais, exagera e até usa as redes sociais em assuntos que nelas não deveriam ser tratados. Mas, vá lá! Não há que se exigir perfeição de ninguém. Só que, nesse caso, ao fazer um comentário simplório sobre nosso futuro, ele não disse nada de errado. Vamos usar os robôs sim para trabalhar para nós e eles farão o serviço muito melhor do que fazemos. Ponto final. Usar um comentário tão lógico como esse como cavalo político de batalha, com frases baseadas em besteirol puro, demonstra muito bem o nível de conhecimento de muita gente. Opinião é sempre importante, mas também é bom pensar antes de colocar o nome num comentário recheado de bobagem.
O TRÂNSITO ACÉFALO - Antes de completar um ano à frente da Secretaria de Trânsito da Capital, o especialista Marden Negrão entregou os pontos. Ele e seu adjunto Flávio Murilo Torres (os dois vieram de São Paulo, em janeiro passado, a convite do prefeito Hildon Chaves), deram adeus aos seus cargos. Oficialmente, ambos pediram demissão. Nos bastidores, a história é que Hildon cansou de esperar por soluções para o caótico trânsito de Porto Velho, o que os dois jamais conseguiram atingir. Pelo contrário, em muitos aspectos, o que já era ruim ficou pior ainda. Nem sequer medidas simples, como deixar os semáforos funcionando corretamente, conseguiram ser cumpridas. Nada deu certo para a dupla e a cabeça de Marden era pedida seguidamente na Câmara de Vereadores, com quem ele tinha relações extremamente recheadas de conflitos. Até a noite desta quinta, o nome do substituto de Marden não havia sido anunciado pelo Prefeito. Quase um ano depois, sem qualquer avanço, o trânsito da cidade fica acéfalo. E cada  vez pior...
JUNIOR E SEUS PROJETOS - Cara nova na política, o vereador Júnior Cavalcante, de Porto Velho, já pensa em saltos mais altos, embora destaque que quem vai decidir seu futuro será o eleitor, ao julgar seu trabalho. Ele fala no trabalho como vereador; nas relações com a administração Hildon Chaves; na busca de atender as comunidades e resume um pouco de suas ações, em entrevista ao programa Direto ao Ponto, da Record News Rondônia, neste sábado, 10h30 da manhã. Junior afirma que ainda não decidiu se disputará uma vaga à Assembleia Legislativa. Embora otimista, destaca que só o fará caso seja desejo do seu eleitorado. A atração, comandada por Sérgio Pires, vai ao ar simultaneamente pela SKY, no Canal 331 e pela Claro TV, Canal 441.1. No domingo, poderá ser acompanhada na íntegra no site Gente de Opinião e em outros sites de notícias do Estado.
FACTOIDES IDEOLÓGICOS - Criando um factoide, um tal de Tribunal Popular, abrigado no Ministério Público do Estado, não se sabe porquê, “condenou” o Estado e as empresas responsáveis pelos “impactos negativos” das construções das usinas do rio Madeira. Organizado por entidades como um tal Grupo de Pesquisa Energia Renovável e Sustentável; ONGs (todos sabemos quais os interesses da maioria delas); Conselho Indigenista, Pastoral da Terra e outros “movimentos populares”, os membros do tal Tribunal defendem, é claro, apenas a ideologia que os orienta. Discurso efusivos, alguns recheados de bobagens (embora em alguns momentos houvesse sim, sintomas de real preocupação com a coletividade), tomaram conta do encontro. Ainda imaginando que o Brasil não está mudando e que o discurso antiquado e ideológico vai voltar a comandar o país, como ocorreu até há pouco tempo, esse tipo de ação ignora os benefícios das usinas para Rondônia e para o Brasil e se alimenta apenas de argumentos que  engordam as próprias teorias. Será que esse tipo de ação ainda tem alguma guarida no Brasil de verdade?

VISÕES DA JUSTIÇA - Dois fatos completamente diferentes, registrados na absurda violência que nos cerca, foram registrados em Porto Velho, nessa semana. Embora com ações e vítimas diferentes, no final, em ambos os casos, os matadores estão soltos. Mas terá se feito mesmo Justiça em ambas as ocorrências? Num deles, um covarde assassinou brutalmente sua jovem esposa, de apenas 20 anos, por estrangulamento. Foi à Delegacia, confessou o crime e saiu pela mesma porta que entrou. Vai responder pelo crime em liberdade, até alguma decisão em contrário pelas vias judiciais. Em outro local da cidade, um pai desesperado matou um assaltante. Saía de casa com seu bebê no colo, quando foi abordado por dois canalhas numa moto. Correu para casa, pegou uma arma e atirou nos bandidos. Um deles morreu na hora e o outro fugiu, sem ser identificado. Enquanto o matador da mulher não precisou dar nenhuma explicação, o que defendeu a família teve que provar que tinha porte de arma, que é um cidadão de bem, que atirou em legítima defesa. Ambos saíram pela mesma porta que entraram, mas será que a mesma lei foi justa para os dois?

DISCURSO PUTREFATO - Pobres coitados, levados na conversa por malandros, por grupos que querem manter a hegemonia nas invasões, garantindo que as famílias podem entrar onde quiserem que estarão garantidas ao tomar terras na marra, continuam sofrendo e perdendo tudo o que têm. Velhos, crianças, mulheres, todos agora estão jogados ao desabrigo. O que está acontecendo em Candeias do Jamari, hoje, é apenas mais um retrato disso. Incentivados por irresponsáveis que nunca vão presos, porque nesse país do oba/oba as leis são só para alguns, 150 famílias foram despejadas do Acampamento Boa Sorte, porque a Justiça decretou reintegração de posse, já que a área, claro, tem dono. Nas redes sociais, os mesmos que incentivam as invasões dessa pobre gente, que no final é a única que perde, ainda tentam discursar, com frases como “mais uma vez a Justiça rondoniense está dando preferência à ocupação de terras a grileiros que não precisam de terra para viver, dentro de uma área de terra pública destinada à reforma agrária, ordenando o despejo de famílias que reivindicam a função social da terra de áreas públicas”. É uma conversa nojenta e enganosa, mas que ainda parece funcionar. Os chefões, com seus discursos fajutos e putrefatos, saem sempre ilesos. Já os pobres que eles enganaram e que lhes deram ouvidos, estão ferrados. Como sempre!

A PONTA DO ICEBERG - Em menos de dois dias, 140 quilos de cocaína pura foram apreendidos em duas regiões de Rondônia. Na primeira ação, a polícia desbaratou mais uma quadrilha de traficantes que agia a partir de Guajará Mirim e tinha tentáculos em Ariquemes e outras cidades. O grupo é grande: 14 pessoas que o compõem foram pegas. Já em Vilhena, quase na fronteira com Mato Grosso, uma ação da Polícia Rodoviária conseguiu interceptar uma carga de mais de 100 quilos de cocaína pura, buscada na Bolívia, que atravessou Rondônia e estava sendo levada para Minas Gerais. Obviamente que nos dois casos, vê-se apenas a pontinha do iceberg. Com os mais de 1.300 quilômetros de fronteiras de Rondônia com a Bolívia totalmente desguarnecidos, o grosso de drogas e armas continua transitando impassível por nossas rodovias, alimentando o crime organizado. De vez em quando alguém é preso, mas, no geral, o enorme contingente de bandidos que trazem armas e cocaína para o Brasil, continua agindo tranquilamente. O governo federal diz que não tem dinheiro para cuidar das nossas das áreas fronteiriças. Lamentável!  

PERGUNTINHA - Você acha que as grandes conquistas tecnológicas e científicas vão piorar sua vida, tirar empregos e lhe causar prejuízos ou, ao contrário, melhorarão as condições se sobrevivência sua e de todos? 

Fonte: Jornalista Sérgio Pires - Porto Velho/RO.


Sonho, como seria maravilhoso...

Como seria maravilhoso se isto acontecesse! É claro que com "ELES" todos sentadinhos lá no plenário...!! Eu disse todos.


  


Reciclando


Mais uma "garimpagem de material" para reciclagem realizada. Dinheiro em caixa. Muito bom!






sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Opinião de Primeira - O BATE BOCA NAS REDES SOCIAIS E AS ALAGAÇÕES QUE NUNCA ACABAM

As redes sociais bombaram, nos últimos dias, com duras críticas, mas também com postagens em defesa da administração do prefeito Hildon Chaves.  Embora a coluna nada tenha de tucana, dessa vez há que se convir que os dois lados têm, cada um, alguma parcela de razão. Parte apenas, mas têm. Os críticos do governo de Hildon estão cobrando promessas de campanha. Alguns mais exaltados, silentes no governo de Mauro Nazif, que em quatro anos pouco fez para acabar com as alagações da cidade, agora exigem que o atual Prefeito resolva o problema em alguns meses, menos de um ano de duração de seu trabalho à frente da municipalidade.  Mesmo assim, todos têm o direito de reclamar, até porque o próprio Prefeito pediu o apoio dos eleitores, porque prometeu cuidar de Porto Velho. No combate às alagações, ao menos até agora, fez muito pouco. Talvez em onze meses, fez mais ou menos o que Nazif em quatro anos. A verdade é que a situação da Capital é trágica, nesse quesito. Somente uma revolução na estrutura da cidade; um pacotaço gigante de obras estruturais; investimentos bilionários e muita vontade política de fazer as coisas, podem mudar esse quadro. Portanto, têm alguma razão os que protestam, mas não o tem quando exigem que o problema seja solucionado de imediato. Não o será nem por esse e nem pelos próximos cinco governos, que podem sim amenizá-los, apenas. Os defensores de Hildon também têm suas razões. Além da notória simpatia política pelo Prefeito, esses personagens que se digladiam nas redes sociais com comentaristas contrários, alegam que a grande culpa das alagações é da própria população, que transforma sua cidade num latão de lixo e joga tudo o que não presta dentro dos esgotos, das valas, dos canais. De sofás a barcos velhos, às famigeradas garrafas pet e tudo o que se pode imaginar estão lá. Também esses têm parte de razão, porque essa é sim, uma das principais causas pelo verdadeiro rio que toma conta de dezenas de ruas de Porto Velho, a qualquer chuva mais forte.

Não importa, a essas alturas do campeonato, quem apoia ou não apoia Hildon Chaves. O que a população precisa é de solução prática, de ação e não de troca de ofensas e críticas no campo lamacento das redes sociais. A Prefeitura tem sim que fazer sua parte, começando a resolver o problema das alagações, nem que seja em apenas alguns pontos mais dantescos. E o porto velhense em geral, precisa criar vergonha na cara e parar de jogar lixo nos locais onde que impedem o escoamento das águas. O que não dá é se ficar fazendo campanha política (dos pró e dos contra)  pelas redes sociais, enquanto na vida real a situação dos moradores da Capital, com as alagações, se torna um inferno.

UM RIO BEM NO CENTRO
Ainda sobre o mesmo tema: não é possível ver a Rua Barão do Rio Branco, em pleno centro, ficar do jeito que fica, jogando água nos carros estacionados quase até o teto. Não é possível se ver ruas em vários bairros com quase um metro de água, sem se fazer nada. Há pouco mais de uma semana, várias pessoas que deixaram seus carros na Barão, bem no centro da cidade, tiveram grandes prejuízos, porque a água tomou conta de alguns desses veículos, inutilizando-os. Houve um caso em que, além da troca de peças do motor e várias outras, o dono do carro teve que trocar também todos os bancos do carro, destruídos com a água podre que invadiu tudo,  durante algumas horas. O problema ali já dura vários anos e até agora não se encontrou uma ação qualquer que ao menos pudesse diminuir o poderoso volume de água que toma conta do local, inundando também barracas de ambulantes e inclusive invadindo as lojas ali localizadas. As cenas são dantescas, impressionantes. Quando as águas baixam, vê-se a sujeira que elas deixam e os danos causados ao comércio e aos coitados que estacionam inadvertidamente naquele local, em dia de chuva pesada.

MICHEL TEMER VEM DIA 23
A última visita Presidencial a Porto Velho foi rápida e pelo ar, apenas. A então presidente Dilma Rousseff  sobrevoou a Capital, na grande enchente de 2014. Não molhou os sapatos. Daqui, partiu direto para Rio Branco, também embaixo d´água. Lá ela participou de carreata, foi recebida como a última Coca Cola do Deserto e ficou longo tempo, prometendo liberação de recursos para recuperar a cidade. Prometeu também para Porto Velho, mas nos dois casos, muito pouca grana chegou mesmo. Pois agora, mais de dois anos e meio depois, vamos receber um Presidente de novo. Michel Temer vem acompanhado do Ministro da Saúde, Ricardo Barros e de várias autoridades, para inaugurar oficialmente o Hospital do Câncer da Amazônia. Ele será recepcionado pelo governador Confúcio Moura e seus secretários e pelo diretor presidente do HC, Henrique Prata, junto com muitas autoridades locais. Temer vai percorrer o Hospital, conhecer seu funcionamento e  comandar a cerimônia oficial de inauguração do Hospital, que já funciona há alguns meses e foi construído apenas com doações. A vinda de Temer está agendada para o próximo dia 23 deste mês, uma quinta-feira, pela manhã e foi confirmada pelo próprio Presidente em audiência com o senador Valdir Raupp e a deputada federal Marinha Raupp.  

CERON: DÍVIDA BILIONÁRIA
A Ceron, hoje chamada de Eletrobras Rondônia (como se mudar o nome resolvesse alguma coisa!) é a segunda pior empresa do grupo Eletrobras, em termos de volume de dívidas. Quem mora em Rondônia sabe muito bem que ela não só é ruim em termos de dever demais! As deficiências vão muito além... Mas, enfim, a estatal, que deverá ser privatizada em breve, felizmente, porque a cada dia ela aumenta seus débitos, será leiloada por apenas 50 mil reais, mesmo valor de outras cinco no país. A Eletrobras do Amazonas tem a maior dívida entre todas, com quase 9 bilhões de reais e a “nossa”  velha Ceron, deve mais der 1 bilhão e 900 milhões de reais. Claro que ninguém vai assumir esse pepino. Quem ganhar a concorrência vai pagar apenas 50 mil reais, para poder investir na empresa e torná-la viável. Adivinhem, então, caros leitores, quem serão os otários a pagar essa gigantesca conta de quase 2 bi? Isso mesmo! Acertou em cheio! Seremos nós, os eternos panacas, quem pagaremos tudo isso. Os responsáveis pelo rombo? Ah, esses vão dormir tranquilamente...

CRATERA NA 425
Recém construída e com os últimos trechos sendo asfaltados, a BR 425, que liga a BR 264 a Guajará Mirim, num trecho de aproximadamente 100 quilômetros, deveria ser exemplo de qualidade, pelo alto custo e pela demora no serviço. Mas não é o que se viu. Mais uma vez, a temporada de chuvas destruiu uma pista da rodovia, no quilômetro 56. Isso já havia ocorrido em função de fortes chuvas, mas quando resolveu o assunto, o Dnit anunciou que ele não se repetiria. Nesta semana, uma enorme cratera se formou novamente numa das e, por muita sorte, não houve algum acidente. O buraco está sendo novamente fechado e o que se espera é que, agora, o seja definitivamente. Não é possível que uma estrada tão importante para nossa região de fronteira, esperada durante décadas, ainda tenha esse tipo de problema, depois dos pesados investimentos feitos. Compreende-se que a região é extremamente difícil, ainda mais no rigoroso inverno amazônico, mas não há mais obstáculos que nossa engenharia não consiga superar. Portanto, a gente torce para que essa situação não mais se repita na 425, uma das nossas melhores BRs.

BANDIDO É O QUE NÃO FALTA
“Constata-se que o Poder Executivo, o Poder Legislativo e o Tribunal de Contas do Estado do Rio, que presumidamente deveriam ser autônomos, independentes, com dever de fiscalização recíproca, na realidade estão estruturados em flagrante organização criminosa com o fim de garantir contínuo desvio de recursos públicos e lavagem de capitais". Quem faz essa duríssima declaração, contra gente poderosa em vários poderes, é o delegado Alexandre Ramagem Rodrigues, da Polícia Federal, que nesta semana realizou mais uma operação, prendendo parte dessa bandidagem. As quadrilhas que tomaram conta do Rio de Janeiro, também em nível de administração pública (porque o crime organizado já manda naquele Estado há décadas), se instalaram no poder com o voto popular, conquistado em campanhas políticas compradas, feitas na base da mentira, na enganação, explorando a boa fé e a esperança da população carioca. O procurador geral do Estado, Alberto Gomes Aguiar, acrescentou: “segmentos empresariais pagavam rotineiramente propina para agentes políticos, não só no Legislativo mas também no Executivo e no próprio TCE, em troca de atos de ofício". Pobre povo do Rio!

UMA GRAVE DOENÇA VOLTOU
A penicilina foi descoberta por acaso. Sua primeira utilidade foi tétrica: ela foi usada para curar soldados atingidos pela sífilis, que, doentes, tinham que ser afastados dos campos de batalha. Com a descoberta, ficavam logo curados e podiam voltar às trincheiras, para matar e morrer. A penicilina surgiu durante a Primeira Guerra Mundial e, depois dela, salvou milhões de vida. A doença é terrível. Pode causar uma série de danos ao organismo e afeta o desenvolvimento de fetos, passa pelo risco de cegueira e pode matar, se não tratada há tempo. A  doença voltou com tudo, em pleno século 21, depois de estar quase controlada no mundo todo. Em Rondônia, por exemplo, só neste ano, já foram confirmados quase 250 casos, a maioria deles em Porto Velho. Há pouca penicilina nos postos de saúde, até porque o medicamento não estava mais sendo necessário e só agora o Ministério da Saúde descobriu que a doença voltou com força. Milhares de casos foram detectados em várias regiões brasileiras. É preciso ter muito cuidado com a sífilis. Usar preservativo nos contatos amorosos é a melhor proteção, tanto para essa como para tantas outras doenças sexualmente transmissíveis, com a mortal Aids.

PERGUNTINHA
Você que é empresário da indústria ou se é lojista, se tem impostos e contas a pagar; se tem a responsabilidade de cumprir religiosamente com seus compromissos salariais e de direitos trabalhistas aos seus empregados, não está vibrando de alegria com mais um Feriadão?

Fonte: Jornalista Sérgio Pires - Porto Velho/RO.


POINT DO MOTOCICLISTA - Sucesso Total

Um evento que é a marca do motociclismo do nosso Estado, é o Point do Motociclista!