sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

REFLEXÃO - Copo de Água

“Olhai para mim, e serei salvos, vós, todos os confins da terra; pois eu sou Deus, e não há outro.” Isaías 45:22
 Um adolescente, após ter sido castigado por seus pais algumas vezes, e chegando a conclusão de que não conseguiria se corrigir dirigiu-se ao diretor do colégio e humildemente perguntou:
 “Professor, o que devo fazer para não cometer esses erros novamente? Tenho me esforçado, mas não estou conseguindo!”
 O mestre então, sabiamente, tomou um copo, encheu-o de água e entregou-o ao jovem dizendo:
 “Filho, ande com esse copo por todo o colégio, entre em todas as salas, suba e desça todas as escadas, entre em todos os becos, nos jardins, e volte aqui sem derramar uma só gota dessa água.”
 “Impossível” – disse o jovem. “Não vou conseguir!”.
 “Se você quiser, vai conseguir sim” – disse o mestre.
 O jovem saiu, devagar, com os olhos fixos no copo. Subiu e desceu escadas, entrou e saiu de salas, becos e jardins, e voltou sem ter derramado a água.
 O mestre olhou, bate-lhe no ombro e carinhosamente e diz: “Não viu as garotas que passeavam pelo jardim no horário de aulas? Os colegas que te convidavam para um copo de bebida, ou uma tragadinha, um cigarrinho?”
 “Não!” – responde o jovem. “Eu estava com os olhos fixos no copo.”
 O mestre sorri, e diz:
 “Se você fixar os olhos em Cristo, como fez com o copo, terá a força que tanto precisa para vencer as tentações e não cometerá mais as faltas pelas quais tem sido castigado.”
 “OLHE PARA CRISTO, E DEIXE-O SER O RUMO DA SUA VIDA.”
Desconheço o autor
Colaboração de uma Amiga de Deus

OPINIÃO DE PRIMEIRA

OS TIPOS DE CÂNCER MAIS PERIGOSO QUE CORROEM A AMÉRICA LATINA

Há alguns tipos de câncer que corroem alguns países da América Latina e que, ao que parece, tão cedo não serão exterminados. O principal deles é a corrupção, em quase todos os países. Nessa doença, o caso mais grave, sem qualquer dúvida,  é o do Brasil, porque o mal está impregnado na cultura do povo e dos governantes.  Talvez umas duas ou três gerações lutando contra esta doença mortal, traga bons resultados, bem no futuro! Na Bolívia, o câncer é também daqueles terríveis.  A produção da folha da coca (foto), que transformada, torna-se a cocaína,  a rainha das drogas, que alimenta o crime organizado e causa milhões de mortes todos os anos, é um terror. Os bolivianos até têm razão em dizer que eles produzem a folha da coca apenas para mastigar e nada têm a ver com droga. É uma meia verdade, mas o câncer está cada vez mais mortal. O terceiro tumor mortal está no surgimento,  de tempos em tempos, de ditadores tresloucados.  Eles existem em várias partes do mundo, mas nesse canto do Planeta, o que surpreende é o grande número destes desvairados ditadores de direita ou de esquerda. O penúltimo deles foi Hugo Chávez. O próximo, não o último, certamente,  é o Presidente Maduro, também na Venezuela.
É surpreendente como esse tipo de doença se multiplica e como esses doidões, apaixonados por falsas formas de democracia, aparecem de tempos em tempos. Parece que a América Latina nunca aprende com seu passado e viva repetindo seus erros. Pior ainda, parece que enquanto outros povos evoluem e buscam alternativas para seu futuro, nós estamos voltados com nossos olhos para o destemperado passado. Não combater os tipos de câncer destrutivos e dar espaço político a demagogos e incompetentes, parece uma sina a que estamos todos, que vivemos nessa região, condenados até a eternidade.
AO MENOS UM.... - Depois de todas as tragédias que atingiram, qual tsunami, os políticos da família Donadon,  pelo menos um deles recebeu uma boa notícia: o STJ acatou recurso dos defensores do ex-deputado estadual Marco Antonio Donadon e diminuiu a pena de reclusão dele em quase dois anos. Ele terá que cumprir 6 anos e 8 meses de prisão. Mas, com essa decisão, se livra de ficar no regime fechado ainda por longo tempo. Marco Antonio terá direito ao semiaberto de imediato. Dorme na cadeia, mas passa o dia fora, trabalhando. Falta só a publicação no Diário Oficial.
PRIMEIRO ESCALÃO - Do primeiro escalão do governo, Lúcio Mosquini  será o nome mais forte para disputar uma cadeira à Câmara Federal, caso decida mesmo entrar na corrida pelos votos. Emerson Castro também pode entrar na disputa, tanto a federal quanto estadual. O secretário de segurança e cidadania, Marcelo Bessa , já recebeu vários convites para entrar na briga política, mas ainda não se decidiu. Um terceiro nome,  assessor especial de Confúcio, o ex-deputado e ex-prefeito de Candeias, Lindomar Garçon terá também sua foto na urna eletrônica. Há outros postulantes, mas certamente com chances menores.

TURMA  DO NAZIF - Entre os aliados do prefeito Mauro Nazif, já começam também a surgir nomes conhecidos nos meios políticos. Daniel Pereira poderá ser o principal parceiro de Nazif para a Câmara Federal, na Capital. Mas e se o vice Dalton di Franco também quiser, como ficará? Ainda não se sabe.  O secretário Leonel Bertolin, que é competente e  vem fazendo um trabalho bastante elogiado na área da Agricultura, pode concorrer à Assembleia.  O médico e vereador Macário Barros, que foi secretário da saúde, pode também disputar uma cadeira na ALE, embora ainda não tenha confirmado nada.

PERDA TOTAL - Por falar em Leonel Bertolin,titular da agricultura do município, ele informou que ops prejuízos com a produção agropecuária, em Porto Velho, já marcaram mais de 56 milhões de reais e com a perspectiva de tudo se tornar muito pior, se as águas não baixarem logo. Berlotin lamentou:“do Ramal Maravilha até Demarcação, vimos a triste situação provocada pela cheia do Madeira. A perda dos produtores foi de cem por cento. E ainda perderam suas casas".

CASTIGO IMERECIDO - Não merecia, certamente, o verdadeiro castigo a que está sendo submetida, a dedicada Siça Andrade, filha do inesquecível Manelão, que, em 33 anos, pela primeira vez poderá não ver sua Banda do Vai Quem Quer desfilando na abertura do carnaval de Porto Velho. Siça sofreu demais nesta semana e até a última hora, ainda estará lutando para conseguir uma forma de colocar a banda na rua. Uma pena o que está acontecendo com essa mulher batalhadora e todos os que a ajudam a organizar a festa.

CABELO EM OVO - Não é procurar cabelo em ovo. É buscar a verdade e a aplicação da lei. Talvez tenha sido esse o pensamento do ministro Joaquim Barbosa, do STF, ao acatar  pedido do PSDB e  determinou uma investigação sobre empréstimos feitos pelo governo brasileiro para construir um megaporto em Cuba e para realizar obras em Angola. Uma das claras ilegalidades teria sido o fato dos empréstimos serem concedidos aos amigos da turma do Palácio do Planalto, sem sequer autorização do Congresso. Coisa grande!

PERGUNTINHA -  Quantos anos Porto Velho vai demorar para se recuperar da maior enchente do rio Madeira em  toda a sua história?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

SAÚDE/ALIMENTAÇÃO - Cientistas sugerem que comer morangos ajuda a reduzir colesterol

23 voluntários comeram 500 g da fruta diariamente por um mês em testes. No período, houve redução do nível do mau colesterol e triglicérides

Pesquisadores da Itália e da Espanha sugerem em estudo que comer morangos ajuda a reduzir significativamente índices do mau colesterol e do triglicérides. As conclusões foram publicadas nesta terça-feira (25) no "Journal of Nutritional Biochemistry".


Segundo a investigação científica, 23 voluntários saudáveis adicionaram, cada um, 500 gramas de morango por dia à dieta alimentícia por pouco mais de um mês. Foram colhidas amostras de sangue antes e depois do consumo da fruta para comparar índices.

Os resultados apontaram que a quantidade total de colesterol caiu 8, 78%, os níveis de lipoproteínas de baixa densidade (LDL, também conhecido como colesterol ruim) caíram 13,72% e a quantidade de triglicérides caiu 20,8%. Já o HDL (colesterol bom) permaneceu inalterado.

De acordo com cientistas, o consumo de morango também melhorou outros índices como o de biomarcadores antioxidantes. Todos os parâmetros retornaram aos valores iniciais após os voluntários "abandonarem" o tratamento com a fruta.

De acordo com Maurizio Battino, pesquisador da Universidade Politécnica de Marche, é a primeira vez que um estudo mostra o papel protetor de compostos bioativos presentes em morangos.

O pesquisador admite que não há evidência direta de quais componentes da fruta têm efeito benéfico, mas, segundo Battino, todos os estudos epidemiológicos feitos apontam para as antocianinas, um corante natural que dá a cor vermelha à fruta.

Outras pesquisas realizadas pela mesma equipe apontam ainda que os morangos ajudam a proteger o corpo da radiação ultravioleta, reduz os efeitos do álcool no estômago e ainda fortalece as células vermelhas do sangue, aumentando sua capacidade de autoxidação.
Fonte: Agências de Notíciais

Laurito e Margareth - Almoço - Bodes do Asfalto

Neste último domingo  (23) o querido casal de Amigos Laurito e Margareth ofereceram um delicioso almoço, sendo que sempre os queridos amigos recebem todos em sua residência com um enorme carinho. Lá estavam as alta cúpula executiva do Bodes do Asfalto, sendo o coordenador Cisne, o vice-coordenador Renato, o diretor de relações institucionais Wolney e esposa,   Laurito que é membro efetivo e especialista em recepção, além da esposa do Renato e claro nossa querida e simpática  Margareth e este escriba. Registramos a presença da filha (e esposo) da  Margareth,  Bons momentos, comida deliciosa. Veja as fotos.








CONVITE: Point do Motociclista - 5º Aniversário

O convite está feito, vai ser muito legal!

Lá no Posto Ipiranga - domingo

Meu Irmão e Amigo Pedro Pimentel registrou bons momentos lá no Posto Ipiranga neste último domingo, envolvendo este escriba (23). Então para recordar, aqui estão as fotos. 

Cunhada e Amiga Andréa  e Chaddad


Fonte: fotos registradas pelo Pedro Pimentel


OPINIÃO DE PRIMEIRA

DE ONDE VIEMOS? AS TEORIAS CONFLITANTES E O FANATISMO

Idiotas, débeis mentais e enganadores estão em todos os lugares e existiram em diferentes momentos da História. De vez em quando aparece algum representante dessa raça, que quer interromper a  natural evolução humana. Surgiu outro. Trata-se de um reacionário, doenteideologicamente,  parecendo inimigo da Humanidade, que acabou sendo eleito representante do Estado do Missouri no Congresso americano. Pois o sujeito, um tal de Rick Brattin, é destaque na edição da revista Veja, por uma história de agora, não de décadas passadas. Ele decidiu apresentar um projeto de lei autorizando os pais de crianças a retirarem seus filhos de aulas de Biologia. Não é inacreditável? O doidão alega que as crianças não devem assistir a aulas em que é ensinada a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, porque, alega - é bom lembrar que estamos em 2014 e não no início do século 20 - "ela é mentirosa". A única verdade que pode ser ensinada, segundo ele,  é a Teoria do Criacionismo, ou seja, que o ser humano foi criado por Deus.
O último grande debate sobre o assunto, nos Estados Unidos, aconteceu em 1925, 90 anos atrás. Um jovem professor  ensinava a Teoria da Evolução aos seus alunos e foi condenado, depois de longo julgamento, que durou onze dias. Pagou  multa de 100 dólares, uma grana para a época. O tema foi transformado num grande filme, em 1960, em que ficou claro que o advogado do professor não só destruiu todos os argumentos da Promotoria, como foi prejudicado pelo juiz, que não permitiu que biólogos fossem usados como testemunhas de defesa. Décadas se passaram,  a Humanidade evoluiu, mas alguns fanáticos e outros com intere$$e$ que sabemos quais são, continuam tentando manter parte da Humanidade na escuridão. De vez em quando, surgem essas sombras. Sorte que são cada vez  menos densas.
DEMOCRACIA? DEPENDE... - Para emitir notas em favor dos direitos humanos, desde que as vítimas sejam parceiras de ideologia, o governo brasileiro é célere. Mas em relação à triste situação venezuelana, que está prestes a dizimar a oposição; impondo restrição ao trabalho de jornalistas do mundo inteiro e só protegendo a imprensa governista, daí a história é outra. A presidente Dilma tem repetido que a democracia precisa prevalecer. Mas que democracia? A de um presidente maluco, que diz que vê figuras desenhadas pela natureza em obras do metrô de Caracas? Aquele mesmo que está destruindo seu pais.
FERIADOS SEM FIM - O festival de feriados, exemplos mundiais da vagabundagem, vai significar ao Brasil, perdas aproximadas de 45 bilhões e meio de reais este ano. Os estados mais industrializados são os que terão maiores perdas. Em São Paulo, a conta pode chegar a 15 bilhões e 600 milhões de reais. Já o Rio de Janeiro embarca nesta conta com 5 bilhões e meio de reais.  Rondônia também paga sua parte. Com seus múltiplos feriados, terá perdas aproximadas de 149 milhões de reais. Os dados são da Federação da Indústria do Rio, a Firjan.
CHEIOS DE AMIGOS - A situação não está fácil para ninguém. O momento da economia é ruim. Empresas não estão dando conta de cumprir seus compromissos, assalariados não conseguem pagar suas contas. Mas há presidiários que estão em ótimo situação. Zé Dirceu, o líder do Mensalão, foi condenado a pagar também uma multa de 972 mil reais. Em poucos dias, apenas com doações, conseguiu 1 milhão e 83 mil. Sobrou grana. José Genoino e outros mensaleiros também foram pródigos em receber doações. Pena que quem não esteja preso e não tenha infringido a lei, não tenha tantos amigos....
VIVENDO DO CAOS - Depois de um longo encontro em Brasília, com o senador Ivo Cassol, com quem foi conversar e dizer que não há, afora os boatos, qualquer investigação sobre a irmã do senador, Jaqueline, o secretário de segurança e cidadania, Marcelo Bessa, postou longo texto na net, falando sobre o episódio. Uma frase pinçada resume o  que ele, Bessa, pensa sobre o episódio. “Tem gente que fomenta o caos porque dele se alimenta e retira seu sustento”, afirmou. Dizem que ele estava se referindo a alguns setores da imprensa.
CALAMIDADE PÚBLICA - Se a situação não deu uma boa melhorada, é  muito possível que seja decretado Estado de Calamidade Pública nesta quinta, em Porto Velho. O decreto só não foi assinado ontem porque o nível do rio Madeira acabou cedendo alguns centímetros, o que poderia significar que o pior já passou. Mas como as chuvas continuam intensas na Bolívia e o degelo dos Andes ainda não terminou, pode ser que o Madeirão suba de novo nos próximos dias. Por isso, o decreto de calamidade pública pode ser importante para uma mobilização que tente amenizar a tragédia da maior enchente que  Rondônia já viu.
 FIM DE MARÇO - Estava tudo pronto para, depois do carnaval, começar a blitz dos governistas em direção à tentativa de reeleição de Confúcio Moura. Mas, em função da crise vivida com a terrível enchente não só em Porto Velho, mas também em várias regiões do Estado, o projeto foi  transferido para mais adiante. Uma figura muito poderosa do PMDB, confirmou à coluna: o governador vai mesmo à reeleição. Está fazendo charme, mas na Hora H vai anunciar que está pronto para embarcar no projeto da reeleição.  Era para ser na segunda semana de março, agora, talvez, só no final do próximo mês.
PERGUNTINHA - Não está chato ouvir quase todos os dias o ex-presidente Lula dar palpite sobre governo, país, economia, oposição, sexo dos anjos? Se  ele ficasse calado, não seria muito melhor para o país?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

CONVITE - 4º São Bento - Moto Fest / São Bento-PB

Vamos participar, vai ser legal!

A vingança do indomável Madeira – Por Professor Nazareno*

“Mais uma vez estou de volta às manchetes dos humanos. E como de costume, as notícias sobre a minha reputação são as mais trágicas e pavorosas possíveis. Achincalham-me como se eu fosse a mais terrível das criaturas. Colocam-me mais uma vez contra a parede me acusando das mais dantescas ações. Acusam-me injustamente de estar destruindo vidas, lares, plantações, construções e tantas outras coisas de vocês, pobres sofredores. O problema é que sempre fui injustiçado e incompreendido. Desde as confluências de inúmeros outros meus irmãos andinos, venho há milhões de anos, regando a vida e distribuindo riquezas por onde passo. Ainda em formação, sou muito jovem e sempre fui tranquilo e quieto por onde cotidianamente passo. Sou sinônimo de vida, prosperidade e abundância e jamais em minha existência decepcionei alguém.”

“Não, não estou fazendo mal nenhum a ninguém, pois isto não faz nem nunca fez parte de minha pacífica índole. Esta atual enchente é apenas o reflexo do que fizeram comigo sem a minha permissão. Estou devolvendo aos humanos o que dos próprios homens recebi. Por pura ambição e ganância, vocês rasgaram e dilaceraram meu corpo com duas malditas usinas hidrelétricas nas terras de Rondon. Com pouco ou nenhum conhecimento, alteraram a minha geografia e comprometeram para sempre a minha identidade. São muito hipócritas ou tolos se achavam que eu não reagiria. A montante, por incompetência ou esperteza, seus engenheiros não construíram estradas elevadas o suficiente para se livrar de minhas águas represadas. A jusante, esconderam de todos que me assorearam e por isso minhas águas se esparramam sem controle.”

“Vocês, malditos humanos, é que são maus. A troco de migalhas, alteraram meu curso, explodiram bombas em meu leito, estraçalharam minhas pedras e mataram meus peixes. Depois, roubaram meu ouro, meus metais, minha madeira e toda a minha riqueza. Vocês próprios enganam uns aos outros sem o menor descaramento. Cadê a transposição que lhes prometeram como cala-boca? Cadê a tão propalada isonomia? 

Vão é devolver o que já receberam. Cadê, enfim, a limpeza desta imunda cidade que vocês habitam? Todo dia, sem ganhar nada em troca, levo toneladas do seu pútrido lixo. Por isso, nem deixei o cimento de suas usinas secar e lhes dei o troco. Não destruí as peças de seus museus. Foi sua própria incompetência que o fez. Podia, se quisesse, levar suas urnas eletrônicas, mas deixei-as para que possam votar e com isso sofrer mais.”

“Nada tenho contra o seu Carnaval nem suas bandas e blocos. Divirtam-se, pulem, ganhem muito dinheiro, coloquem sua alegria na avenida, droguem-se e bebam todas. Aliás, levar vantagem com a miséria e a desgraça alheias sempre foi a sua marca maior. Não ligue para seus irmãos alagados em Calama, São Carlos, Nazaré, Abunã e mesmo em Porto Velho. Eles são pobres e na sua hipócrita sociedade, o que vale um pobre? Dê-lhes um mísero quilo de alimento estragado e fique com a consciência em paz, já que é muito difícil rondoniense gostar de rondoniense. Carnaval é cultura, mano. E tem coisa mais importante e cultural do que beber pinga e pular no meio da rua? Mas, por favor, não me olhem mais com esse olhar atravessado nem me culpem pelas suas mazelas. Seus infortúnios podem estar dentro de vocês mesmos. E eu nada tenho a ver com isso. Precisava apenas de respeito e nunca recebi isto dos senhores.”

*É Professor em Porto Velho.
Fonte: Professor Nazareno - Rondônia ao vivo

VISÃO TÉCNICA - Enchentes do Madeira – Santo Antônio e Jirau – culpadas ou não?

* por Kruger Darwich 
A cheia histórica do rio Madeira, atingindo nível acima de dezoito metros, está na ordem do dia. A discussão é se a construção das usinas hidrelétricas (UHE) de Jirau e Santo Antônio tem contribuído ou não pelo que está ocorrendo. Afirmo categoricamente que sim.
Fato é que essa história vem lá de trás quando ainda havia a prospecção do rio Madeira para elaboração do projeto de engenharia e consequentemente a construção das UHEs com o objetivo de evitar o racionamento de energia no Sul e Sudeste do país.

Esses estudos foram feitos sob a responsabilidade de FURNAS e Norberto Odebrecht ainda nos anos de 2001, porém esses estudos que deveriam ser feitos em toda bacia hidrográfica do rio Madeira que compreende uma área de 1,4 milhões de km² foram feitos apenas em um trecho de 240 km ao longo do rio. 

Acrescenta-se a isso que o rio Madeira é um rio dinâmico em plena atividade de erosão e não possui dados históricos consolidados. Sua extensão em território brasileiro é de 1.700 km e sua vazão média é de 23.000 m³/s, sendo o principal afluente do rio Amazonas.

Destes estudos concluiu-se que poderiam ser construídas duas usinas, sendo uma a 136 km de Porto Velho, na cachoeira de Jirau e a outra nas cercanias de Porto Velho, na cachoeira de Santo Antônio ou ilha do presídio. A de Jirau com capacidade instalada de 3.300 MW e Santo Antônio com 3.150 MW, cada usina composta de 44 turbinas tipo bulbo.
Para obtenção da Licença de Instalação, necessário se faz a elaboração do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) com seu respectivo Relatório de Impacto do Meio Ambiente (RIMA). Quando apresentado ao IBAMA esses estudos sofreram questionamentos de pelo menos trinta quesitos que não foram bem explicados, sendo um deles que diz: “A Abrangência dos estudos está equivocada: falta avaliar a hidrovia e a bacia hidrográfica. A área ALAGADA PODE SER O DOBRO DO ESTIMADA DEVIDO A INCONSISTÊNCIA DOS DADOS E INFORMAÇÕES”. (Revista OIDLES - Vol 3, Nº 7 (diciembre 2009)

Mesmo contrariando o parecer técnico oficial da equipe do IBAMA, seu presidente, à época, Roberto Messias Franco, assinou a Licença de Instalação burlando desta forma a legislação vigente. Isso é o que se chama da autolicenciamento.

O mais interessante é que nos estudos do EIA/RIMA foram apontados os valores do MWh (megawatt-hora) variando entre R$45,52 a R$51,00 e no leilão da UHE de Santo Antônio o preço ofertado foi de R$ 78,78 e na UHE de Jirau o valor foi de R$71,49. Um aumento significativo.
Como todos os estudos haviam sido feitos por FURNAS e Norberto Odebrecht, era de se esperar que o consórcio vencedor em Santo Antônio, seria também o vencedor em Jirau. Outro consórcio arrematou o leilão de Jirau com um preço 9,25% menor daquele ofertado para Santo Antônio.

A pergunta que se faz é a seguinte: por que 9,25% menor? Logo em seguida veio à resposta. O consórcio vencedor de Jirau informou aos órgãos de fiscalização que construiria a usina com 9,9 km de deslocamento de seu barramento, já não mais na Cachoeira de Jirau e sim na Cachoeira do Inferno com a justificativa da diminuição dos custos de construção e do tempo de execução da obra. Isso é uma grande ilegalidade, pois o leilão era para um determinado ponto de construção e não em outro. Mesmo assim conseguiu a Licença de Instalação.

Todos os estudos do EIA/RIMA haviam sido feitos para a Cachoeira de Jirau e não para a Cachoeira do Inferno. Desta forma iniciou-se uma construção às escuras, sem nenhum estudo específico exigido pela legislação vigente, ou seja, sem informações conclusivas dos impactos ambientais a montante e a jusante desta usina. Ou seja, um novo projeto sem dimensionar a nova área de inundação. 

Observe que pelos estudos feitos no projeto original sabia-se que o distrito de Mutum-Paraná ficaria submerso e por isso construíram o distrito de Nova Mutum. Mudando o eixo da barragem sem nenhum estudo de impacto do meio ambiente como poderiam prever a nova área de inundação?

O aumento da cota solicitada pelo consórcio de Santo Antônio de 70,50m para 71,30m, em virtude do aumento do número de turbinas, sem apresentar nenhum estudo de impacto ao meio ambiente poderá contribuir ainda mais para o aumento das inundações?
A incompatibilidade entre os sistemas de Jirau e Santo Antônio para a mesma Linha de Transmissão que liga Porto Velho a Araraquara (Master Control) divulgada pela revista Valor Econômico ano passado, mostra a deficiência dos estudos apresentados.

Arriscaria a dizer que com a retirada dos anteparos naturais para a construção das usinas e com as escavações feitas para a instalação das turbinas ouve um aumento na calha do curso natural do rio Madeira nesses pontos, entretanto fora desses pontos a calha permanece a mesma. Considerando que a velocidade do rio seja constante, com o aumento da área da secção transversal em decorrência das escavações é de se esperar que se aumente a vazão do rio. Neste diapasão, a vazão do rio Madeira medida no mês de fevereiro foi de 45.000m³/segundo. Observe que a vazão média do rio Madeira é de 23.000m³/segundo.

Apesar de alguns acreditarem na isenção da construção das UHEs do rio Madeira em relação às inundações não somente em Porto Velho, mas em toda a extensão da rodovia que liga Porto Velho a Rio Branco e a Guajará-Mirim, deve-se considerar que as duas usinas estão sendo construídas no mesmo rio e uma próxima da outra onde a jusante da UHE de Jirau fica a montante da UHE de Santo Antônio, ou seja, são duas barragens interligadas. Significa dizer que quando a barragem de Jirau está em seu nível máximo e tem que abrir as comportas para descarregar a água, esse volume de água contribui para o aumento do nível do reservatório de Santo Antônio, por conseguinte, como o reservatório de Santo Antônio pode estar em seu nível máximo não suporta o volume de água que vem de Jirau e é obrigado a abrir as comportas para descarregar o excesso de água. Aliado a isso, deve-se considerar sim o aumento dos indicies pluviométricos e o degelo dos Andes, pois o rio Madeira está sob sua influência. Tudo isso contribui para as inundações nunca vistas há mais de cem anos.

Para finalizar, a pergunta que não quer calar é a seguinte: qual é o resultado disso tudo para Rondônia e em especial para Porto Velho? O ICMS fica no consumo da energia e não em sua geração; a energia transmitida em Corrente Contínua (CC) vai direto de Porto Velho para Araraquara (SP) passando pela BR 364 sem poder extraí-la, ou seja, fornecemos a energia, mas não ficamos com ela; o tão falado desenvolvimento com a construção das usinas foi uma grande balela, pois não vimos e não veremos desenvolvimento industrial por essas bandas; o que fazer com o grande número de trabalhadores que vieram para a construção no pós-usinas? Isso para ficar apenas em alguns questionamentos. 

No mínimo o governo federal deveria transpor os trabalhadores para a União para compensar de alguma forma todo esse desequilíbrio que está acontecendo.

* O autor é engenheiro
Fonte: Kruger Darwich
Autor: Kruger Darwich - Rondonia agora

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Blocos carnavalescos concordam com adiamento do Carnaval, diz MP

Reunião do Gabinete de Gestão Integrada do Estado de Rondônia (GGI) realizada na terça-feira (25), com a presença de autoridades de segurança, representantes do Município de Porto Velho e Membros do Ministério Público, além de agremiações carnavalescas resultou, por consenso, no adiamento do Carnaval da Capital, ficando suspenso, por ora, a tradicional saída dos blocos de carnaval de rua. 

Durante a reunião, as autoridades expuseram o panorama de emprego das corporações nesse momento de crise, explicando o uso dos efetivos nas ações de Defesa Civil. O quadro mais crítico refere-se ao Corpo de Bombeiros. De acordo com o Coronel Bombeiro Demargli Costa Farias, a corporação não tem condições de atender o Carnaval, já que seu efetivo está voltado integralmente às ações da enchente. Em razão disso, a Secretaria Nacional de Segurança Pública atendeu pedido do Estado e enviou 30 bombeiros militares a Rondônia recentemente. 

A Polícia Militar também explicou o trabalho das tropas no atendimento dos atingidos pela cheia e informou estar com o efetivo policial da PM parcialmente comprometido em ações de apoio à Defesa Civil.

Diante do argumentado, os líderes das agremiações, solidarizados com as vítimas e preocupados com a segurança dos foliões, acataram a decisão de adiamento dos festejos de carnaval, considerando que a maioria dos órgãos públicos voltados à fiscalização, segurança e atendimento médico de urgência e emergência do evento está em plena execução de ações e medidas de Defesa Civil, em decorrência da cheia do rio Madeira. 

Para o Ministério Público de Rondônia, a impossibilidade de apoio dos órgãos no evento inviabiliza a realização do Carnaval. O MP destaca que a segurança das atividades carnavalescas não é feita somente por um pequeno efetivo da Polícia Militar, demandando o intenso trabalho de outros órgãos, especialmente do Corpo de Bombeiros Militar, que é responsável por fiscalizar carros de som, trios elétricos, prevenir e combater sinistros e, ainda, auxiliar na prestação de atendimento médico de urgência.

Na ocasião, o Ministério Público ressaltou que previsões meteorológicas indicam a ocorrência de chuvas intensas para os próximos 20 dias, o que poderá demandar aumento de atendimento por parte dos órgãos de segurança.

Estiveram presentes à reunião, representantes dos blocos Galo da Meia Noite, Bloco Axé Folia, Banda do Vai Quem Quer, Bloco Porto, entre outros. 

O Ministério Público elogia a atitude adotada pelos dirigentes dos blocos que assentiram à suspensão das festividades momescas neste período crítico, sempre preocupados com a segurança de seus foliões e conscientes das dificuldades ora enfrentadas pelas vítimas das enchentes que tanto necessitam do apoio dos órgãos do Estado neste momento.

Dessa forma, diante do posicionamento das entidades públicas e privadas, o Ministério Público orienta a população a não participar de desfiles de blocos carnavalescos que eventualmente venham a ocorrer em desrespeito à decisão da Prefeitura Municipal de Porto Velho de suspender todos os eventos, uma vez que estes ocorrerão sem as devidas cautelas de segurança, higiene e respeito às normas ambientais.
Fonte: MP-RO
Autor: MP-RO

Usinas devem pagar a conta

Finalmente os representantes dos consórcios que constroem as usinas de Santo Antônio e Jirau estão se explicando. Agora falam da segurança dos empreendimentos, dizem que as barragens não arrebentarão e alegam que a cheia aconteceria mesmo se as hidrelétricas não tivessem sido construídas.

Certamente a cheia aconteceria, mas talvez os impactos não fossem tão grandes. Quando as comportas se abem, a água vem com muita força e isso derruba os barrancos. Tal situação já foi alertada pelo Ministério Público do Estado. É claro que a construção das usinas representa uma série de prejuízos para os moradores de Porto Velho isso tem sido mascarado pelos responsáveis pelas obras. Eles agem como se fosse intocáveis, como se não tivesse responsabilidade alguma pelo que poderia acontecer, e agora, com mais de mil famílias tendo que deixar suas casas, parecem querer lavar as mãos.

O Ministério Publico , a Assembléia Legislativa e o governo do Estado precisa agir. A Justiça precisa ser acionada. Não se pode permitir que façam uma bagunça em Porto Velho e fique tudo por isso mesmo. Quem lucra mais e gera problemas ambientais precisa pagar a conta pelo prejuízo.
Fonte: OPINIÃO - Jornal O Madeirão

MINUTOS DE SABEDORIA

A vida é um canto eterno de beleza!
Os homens complicam a vida e dificultam a existência, porque se acreditam diferentes uns dos outros.
Mas a vida é uma só e os homens todos são irmãos.
Portanto, não antagonize os outros.
Distribua amor e compreensão a todos os que se chegam a você.
Faça como o sol, que se dá e todos igualmente, em raios benéficos de luz e de calor.

OPINIÃO DE PRIMEIRA

PRIORIDADES DIFERENTES DOS CARNAVALESCOS E DE QUEM PERDEU TUDO

Numa terra onde os a massa de  cidadãos pensa  na comunidade, sofre quando parte dela sofre; faz o que pode para ajudar quando a crise é concreta, a última coisa que se pensaria  era fazer uma festança no meio da tragédia. Esse é um lado da moeda. O problema é que há, entre os festeiros, milhares que vivem do Carnaval, que precisam dele para ganhar seu dinheiro, para sobreviver, para manter sua vida andando normalmente. Fatura-se muito com o carnaval, mais que uma festa, um acontecimento turístico e cultural que rende muito dinheiro. Começa-se a pensar nos milhares de flagelados, como retirá-los de áreas de riscos, como policiar locais onde as famílias estão se abrigando? O carnaval precisa que as coisas estejam funcionando bem. Principalmente a segurança pública. Mas a segurança está toda direcionada para atender os desabrigados pelas águas barrentas do Madeira.  Como então fazer carnaval, sem estrutura alguma? Ao mesmo tempo, tem que se pensar naquela gente toda que ficou meses trabalhando, costurando fantasias, vendendo abadás, compondo músicas, para levantar uns trocados e tocar a vida em frente.
Por isso, não é fácil tomar uma decisão correta, sem que se cause grandes prejuízos. Quem gostaria de estar na pele do prefeito Mauro Nazif, enfrentando uma enchente histórica na sua cidade e, ao mesmo tempo, correndo o risco de se indispor com todos os milhares de envolvidos no carnaval, ao transferir os desfiles? Nazif está na mira de todos, inclusive do Ministério Público, que não quer que ele dê um centavo para o carnaval, até por causa da situação a que sua cidade está submetida. No meio de tudo isso, Nazif, certamente, não consegue dormir direito. Não importa a decisão que tome, vai acabar recebendo duras críticas. Ou de um lado ou de outro. Ou dos dois...
TODOS DÃO PITACO - Numa terra onde todo o mundo dá pitaco, poucos mandam de verdade e cada grupo puxa a brasa para sua sardinha, ainda se tem que conviver com todos esses dramas.  Enquanto alguns rezam por um pedaço de pão e um lugar quente pra dormir, há os que querem festa, cantar e dançar. O carnaval é uma coisa muito boa para o brasileiro. Pura verdade. Mas ele pode ser mais importante do que concentrar  todas as forças para enfrentar a fúria da natureza e ajudar a quem está desesperançada? Alguém aí sabe qual seria a decisão mais correta?
BOI SEM GRANA - Como anda a cultura em Rondônia? Será que ainda temos cultura? Vamos pegar como exemplo o caso da Arraial Flor do Maracujá. Depois de dois anos de sofrimento, recebendo apenas 200 mil reais dos mais de 1 milhão e 300 mil reais a que têm direito, os promotores do evento já não sabem o que fazer. Além do desprendimento, do amor à cultura e à tradição das quadrilhas e bois bumbás, os promotores da maior festa do Estado estão para desistir. Não recebem apoio nenhum. Mas discursos e promessas, eles ouvem muito.
BRITO, ENFIM! - Se não houver mudança de última hora, Brito do Incra assume interinamente, como deputado. O titular da vaga, Neodi Carlos, está concluindo um tratamento médico e, em meados de março, começa a percorrer o Estado. É um dos nomes quentes para disputar o Governo. Neodi é um bom deputado e será substituído por um nome respeitado e da mesma estatura. Certamente a presença de Brito do Incra será marcante, durante o período em que ele estiver no parlamento.
TELEFONIA NOS DISTRITOS - O governador Confúcio Moura, vários secretários e prefeitos, juntos com o deputado federal Carlos Magno e os deputados estaduais Glaucione Rodrigues, Epifânia Barbosa, Zequinha Araújo, Lebrão, Ribamar Araújo se reuniram com representantes da operadora Claro. Reunião foi no Palácio Presidente Vargas. Ficou decidido que a Claro vai implantar sistema de telefonia móvel nos distritos que ficam distantes até 30 quilômetros da área  urbana de 52 municípios rondonienses. Rondônia será estado pioneiro nessa iniciativa que tem o aval da Anatel.
CONTINUA PRESO - Já há, para o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Valter Araújo, uma luz no fim do túnel. Preso há meses, depois de ficar foragido por longo tempo, os advogados dele conseguiram Habeas Corpus num dos processos a que ele responde, o de envolvimento em corrupção ativa, passiva, peculato, lavagem de dinheiro e outros. Valter só não deixou o Pandinha para responder as acusações em liberdade, porque responde a vários outros delitos. Um deles, envolvendo suspeita de assassinato. Mas a batalha jurídica continua...
PIOROU MAIS AINDA - Em Rondônia, teremos ainda muitos dias de cheia do rio Madeira. Várias  localidades ficarão embaixo d´água. Dói  ver as lágrimas dos agricultores que perderam tudo. Plantações, animais, casa com tudo dentro. As cenas são lastimáveis, de cortar o coração até de gente com experiência em tragédias da natureza. No Acre há ocorrências muito parecidas. E no sul da Bolívia, tudo está ainda pior. Milhares de desabrigados,  pelo menos 70 mortos, milhares de cabeças de gado afogadas. O 2014, no seu começo, está conseguindo ser pior do que 2013. Que já foi muito ruim...
PERGUNTINHA - Se tem 38% de brasileiros contra a Copa do Mundo, hoje, porque em 2008 haviam milhões deles, mais de 72% da população, fazendo festa porque tínhamos sido escolhidos para sediar o Mundial? 
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

Moto 1000GP começa temporada 2014 dia 4 de maio

Moto 1000GP começa temporada 2014 dia 4 de maio, e o palco da primeira etapa será o circuito gaúcho de Santa Cruz do Sul receberá a primeira das oito etapas do Brasileiro de Motovelocidade
O Moto 1000 GP abrirá a quarta temporada de sua história no primeiro domingo de maio
O Moto 1000 GP abrirá a quarta temporada de sua história no primeiro domingo de maio
Fonte: Moto esporte

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Lá no Posto Ipiranga - domingo

Mais um encontro lá no Posto Ipiranga neste último domingo (23). Como sempre, a mesma coisa, ou seja, usinas, moto que anda mais, moto que anda menos, HD que vibra, Yamaha que treme, Honda que vaza óleo igual as HD, Nassim e Thalles defendendo as usinas, eu atacando, o Mário em cima do muro, Cisne comprando o rondoncap e "elogiando" a vendedora Ronaldo só escutando as conversas, Albertinho falando "a minerada",  Anderson falando que vai ao Peru sozinho, Willian, defendo os ladrões do PT,  Fábio só escutando, O Nélson (Lula) só balançando a barriga, Chico Português, bem o Chico Português, grosso igual a um cabo de aço, Pimentel contando sobre o seu bate e volta até o km 25 da BR (longe....),  outros que também falam.... Enfim.....à alegria reina lá no Posto Ipiranga. Veja as fotos.













A primeira vez a gente nunca esquece! Pelo ponto de vista feminino.

Texto pela motociclista Alice Castro sobre a primeira viagem de moto...
Se você ainda não a fez, tenho certeza e convicção que é seu sonho! A primeira viagem de moto é como o primeiro beijo... a gente não curte quase nada, mas nunca esquece!!! Nossa! Que excitação, que ansiedade! Coração disparado, nem dormimos direito. Acordamos de hora em hora, viramos na cama e repassamos, ponto a ponto, toda a checagem da moto, óleo, alforge... 


A dúvida se separamos a roupa certa para a viagem, o capacete (fechado), balaclava e as luvas (não podemos esquecer as luvas)! E vamos mentalizando, ainda à cama, a saída da garagem, as ruas da cidade que ficarão para trás e ah.... a estrada! Enfim! Finalmente, você está nela! 
Saiu bem cedinho para não pegar o trânsito ruim; são quantas horas? 6 da manhã? Você já está na rodovia, feliz, feliz, não se cabendo de tão sorridente! Mas preocupada: lá vem a primeira carreta e seu cheiro delicioso do freio... tchi tchi tchiiiiii... que eu adoro! Amo o perfume da estrada, dos caminhões, do asfalto sendo refeito! Eu me sinto em casa... ;) Bom, mas estamos ainda atrás da carreta. Será que dá para cortar? Se for pista dupla, dá sim, mas se isso foi há uns 20, 25 anos, sinto muito; as principais rodovias BR eram mão dupla, com pistas simples, sem acostamento e o mato subindo às alturas. Nas montanhas Gerais das maravilhosas Minas, você fica marronzinha em dois tempos. Só precisava de 2 caminhões carregados de minério!
Mas isso não tem importância; a estrada esta ali e é toda sua! Quando viajamos de carro, olhamos a paisagem pela janela; na moto, fazemos parte dela! Integração total!!! E sua moto está brilhando... nem que seja de chuva; você está plena... nem que seja de barro! 
Ah, como é indescritível ser dona do nosso nariz e poder passar por um Posto Policial e dar um tchauzinho para os homens, hein?! Com todo respeito, lógico, você pode até mostrar a língua (dentro do capacete fechado) que eles vão sorrir de volta! Estradas sinuosas exigem sua concentração e só agora você vê que a gasolina vai acabar. Putz grila. Vamos procurar um posto. Você desce esplendorosamente amassada, cabelo grudado (um bololô só), com aquela super hiper mega sexy capa de chuva! Pretinho basicamente horroroso, você nem aí, continua andando como se estivesse em um Channel... e tudo bem! 
Como você irá descobrir, ali não vai ter ninguém, mas ninguém mais bonita ou arrumada que você! E se for do ônibus? Ai, Jesus! Até Variant, Fusca ou Kombi estacionadas vão ter, e você vai ver que todas as passageiras estão lindas e amassadas também! Você põe a gasolina; paga; estaciona a moto e vamos ao, voilà, pãozim de queijo com café! Delícia!!! 
Devidamente abastecida, nossa heroína está animadíssima! Arruma a bagagem (de novo) para ela não cair (o secador, lógico, você não esqueceu!). Eis que, merecidamente, o sol, maravilhoso sol veio brilhar e iluminar seu caminho! Há estradas em Minas que são qualquer coisa de bom! Você conhece? Não? Ah... não pode dizer que é feliz quem não foi pras Minas Gerais! Pegue para Tiradentes! Que tudo! As curvas não são as de Santos, mas são de Deus! Depois de algum apuro, sim, você chega ao seu destino; tudo dói, até o cabelo (prender as madeixas no capacete não é confortável, de nenhum jeito). 
Pronto. Agora você já tem sua história, que vai contar (e florear à vontade) até para suas netinhas, para quando ficar velhinha velhinha (se é que isso acontece hoje em dia). As próximas viagens você guardará na lembrança os bons momentos... ou, talvez, os que não foram tão bons. Mas a primeira vez, ah, essa a gente nunca esquece!
Fonte: Texto escrito pela motociclista Alice Castro, publicado originalmente no Blog - mulheres-motociclistas.blogspot.com.br - rockriders

MOTO TERAPIA - Pilotar uma moto é muito mais que conduzir uma máquina a um destino estabelecido...

Pilotar uma moto implica, em primeiro lugar, um trabalho de concentração que deve ser feito em prol da segurança do piloto (e do carona, se for o caso) evitando quedas e acidentes. 
Ao exercitar esta concentração, o piloto passa a ouvir e sentir a motocicleta, a paisagem, os cheiros, as cores, a fotografia que se descortina ao longo de todo o trajeto e assim, na medida em que os quilômetros vão sendo vencidos, os problemas do dia-a-dia vão se afastando na mesma proporção, chegando em um ponto em que os tais problemas simplesmente deixam de existir e o cérebro passa a trabalhar de uma maneira totalmente diferente, o que resulta em uma sensação de prazer e bem estar incomparáveis, para a mente e para o corpo. 


Eis porque pilotar uma moto é realmente uma das melhores e mais eficientes terapias que existem. 
Viajar de moto é sempre uma aventura maravilhosa e fascinante. 
Na motocicleta o piloto fica completamente inserido na paisagem e passa realmente a fazer parte dela, em contato direto com a natureza e com todas as sensações que ela proporciona. 
Pode-se sentir o vento, o calor, o frio, a chuva e é uma das melhores oportunidades que se pode ter, para avaliar a grandeza do mundo, ao ver as maravilhosas paisagens, as montanhas, os mares, os vales, tudo isso nos levando também à reflexão de como nossa existência é apenas uma pequena centelha em relação à natureza e ao mundo que estamos inseridos. 
Uma viagem de motocicleta leva ainda ao exercício da simplicidade, da humildade, já que somos compelidos a carregar em nossa bagagem apenas e tão somente o mínimo, o básico necessário, sem excessos, sem acúmulos, ou seja, sob um certo ponto de vista, acabamos através deste simples exercício de fazer as malas, nos livrando de todas as coisas inúteis que costumamos carregar conosco preenchendo todos os espaços à disposição. 
Até neste pequeno detalhe a viagem de moto pode nos ensinar como é possível ser extremamente feliz com o básico. 
Por fim, não há momento mais apropriado para uma conversa consigo mesmo, uma vez que, estando ali, piloto, moto, a cabeça dentro do capacete, o ser humano tem uma oportunidade única de estar em paz consigo mesmo e nada melhor que usar este momento sublime para refletir, analisar, questionar e buscar as respostas para todas as dúvidas no melhor lugar do mundo: dentro de si mesmo. 
Fonte: Texto por Paulo Uzêda - Rockriders