terça-feira, 13 de junho de 2017

Opinião de Primeira - EXPEDITO E MARIANA SE PREPARAM PARA 2018, MAS AINDA ESTÃO INDECISOS

O PSDB rondoniense já tem posição definida sobre a participação no governo Temer: é apoiar todas as mudanças necessárias para o país, mas sem participar do governo; sem ocupar ministérios; sem ter voz ativa nas decisões do Planalto. Essa, aliás, era a posição do presidente regional dos tucanos, Expedito Júnior, desde antes do seu partido fazer parte do ministério de Michel Temer. Foi voto vencido, lembra. Agora, no encontro dessa segunda, em que o PSDB discutiu novamente a participação ou não na administração do PMDB, Val Ferreira, que representou os tucanos rondonienses no encontro, em nome do diretório regional, votou pela saída imediata do governo, mas sem deixar de apoiar todas as iniciativas de Temer que possam significar avanços para o país, incluindo as reformas trabalhista e da previdência, entre outras. Quem não falou nada sobre como deve se comportar seu partido no atual quadro politico nacional, foi a deputada Mariana Carvalho. Ela tem repetido que não há divisão no tucanato rondoniense e que ela jamais teve qualquer confronto com Expedito Júnior. Mas o que se vê, na vida real, é que os dois não andam falando a mesma linguagem. No caso da saída do PSDB do governo Temer, ao menos oficialmente, não se sabe qual a posição de Mariana.

A verdade é que Expedito e Mariana são duas lideranças importantes do partido para 2018. Há quem defenda uma candidatura da jovem deputada para a sucessão de Confúcio Moura, no Governo do Estado e que Expedito dispute  uma cadeira no Senado, que é o que ele quer mesmo. O problema é que, embora apareça muito bem em todas as pesquisas tanto para o Governo quanto para o Senado, Expedito Júnior ainda não se definiu. Diz que só o fará no tempo certo, até porque considera que o momento atual é complexo e que ele não deve tomar posições que poderiam ser precipitadas. Já Mariana só sonha com a reeleição. Essa é a prioridade dela. Só abraçaria uma candidatura ao Governo, caso viesse determinações de cima, ou seja, do comando nacional do partido, que, aliás, também não sabe o rumo que tomará. Com o PSDB também dividido no comando geral, só Deus sabe como o partido vai andar daqui para a frente. Ainda mais sem sua maior liderança, Aécio Neves, agora a um passo da cadeia. Mas, no final das contas e mesmo assim, são os tucanos os que teriam grande chance de chegar ao poder, no atual quadro político brasileiro. Esperemos para ver...

MUITO PERTO DO MANDANTE
Menos de três meses depois do violento crime  (ele ocorreu na noite de sábado, 18 de março deste ano), a morte do então prefeito de Candeias do Jamari, Chico Pernambuco, está a um passo de ser totalmente esclarecido. O penúltimo elo da corrente formada pelo grupo para perpetrar o assassinato, Talisso Souza Oliveira, foi preso no final de semana, ao cair numa Blitz da Polícia Militar. O oitavo membro da quadrilha, Katsume Ikenohuchi, continua foragido. Para a polícia, Katsume foi quem contratou os pistoleiros participantes do assassinato e quem coordenou tudo, a partir da ordem do mandante. E é exatamente ainda essa figura que a delegada Kiety Mota Soares quer ver atrás das grades. Há muitos boatos ainda acerca das investigações, que estão correndo em segredo. Inclusive ouviu-se que a polícia já sabe o nome do suspeito de comandar toda a trama e até teria pedido a prisão dele à Justiça rondoniense. Em breve, saberemos o que é real e o que ainda é apenas teoria, nesse caso complexo. O que se tem certeza, a essas alturas do campeonato, é que esse crime brutal não ficará impune.

ACABOU A MAMATA!
Demorou demais, mas, enfim, está no começo do fim da série de mamatas dentro da quebrada Caerd, que não tem recursos para realizar obras de melhorias no atendimento aos seus clientes, mas que consegue pagar supersalários a alguns dos seus funcionários que foram agraciados pela tal “gestão compartilhada”, que, na verdade, só compartilhou os cofres públicos com alguns apaniguados. O Ministério Público do Trabalho exigiu que a estatal, em seis meses, revise todos os contratos irregulares de mais de 400 funcionários, muitos deles formando ainda uma maioria da turma petista que ainda manda e desmanda na empresa. Dirigentes do sindicato da categoria, o Sindur (aquele mesmo que comandou a “gestão compartilhada”!), conseguiram fazer ginásticas legais para darem a si mesmos salários que hoje superam os 25 mil reais. Enfim, a mamata começa a acabar. Pode ser que, com isso, sobre um dinheirinho para investir em melhorias no abastecimento de água...

POLICIAIS ASSASSINADOS
Foram mais de 80 só nesse ano. Mais de 3.300 em 24 anos, ou seja, desde 1993. Os números se referem a policiais militares assassinados no Rio de Janeiro, a grande maioria em serviço, mas centenas também fora do trabalho, quando à paisana ou praticando atividades extras ao seu trabalho policial. Na média são 137 mortes por ano. Só na que na última década, esse número tem crescido muito. No ano passado, 600 foram feridos e cerca de 150 foram assassinados. Agora, em 2017, em apenas cinco meses e 12 dias, os mortos entre PMs, sem contar policiais civis, já chega a 80, prevendo o banho de sangue de que são vítimas os homens da lei que, para alguns veículos da grande imprensa, são os culpados pela violência. Não dá vontade de vomitar, assistindo matérias da Globo, SBT, Record e Band, as maiores redes do país, tentando criminalizar a polícia? Esse resquício do esquerdismo doentio, abraçado pelas editorias das grandes redes, certamente vai ser sepultado, quando as leis voltarem a defender quem presta e não quem não vale nada. Só nos resta esperar...

 CADA FIM DE SEMANA É PIOR!
O mesmo de sempre, só que cada vez pior! Foi mais um final de semana de extrema violência em Porto Velho e em Rondônia. Como em todo o país. Ela toma conta do país principalmente pela impunidade e pelas leis feitas para proteger o crime e a bandidagem, nunca o cidadão comum. E vai ser assim por longas décadas e todos nós, vítimas, sabemos que isso não vai mudar tão cedo. Nada melhora, nada se conserta, é cada vez mais triste e deprimente. Alguém lembra aí aquela lei do desarmamento, em que, quando a assinou, o então presidente Lula (aquele mesmo!), prometeu ao país que o número de assassinatos cairia de imediato em 10 por cento? Pois é. Em poucos anos, desde que a lei foi implantada, o número de mortes por armas de fogo cresceu de 39 mil por ano para quase 60 mil por ano. E adivinha? Isso mesmo. Os bandidos estão cada fez mais armados e a população cada vez refém dos criminosos. Claro que todos estão acompanhando o raciocínio e estão entendendo o que acontece, de verdade, com tudo isso. As leis protegem o crime. Até quando? Esperemos que, mais à frente, tenhamos um governo e um Congresso que se preocupe com os de bem e não com a turma do mal...

RIBAMAR E O HACKER
Um político respeitado, com vários mandatos e uma vida pública ilibada, o deputado Ribamar Araújo passou por maus momentos, dias atrás Uma das suas páginas no Facebook, que ele mantém para ter uma forma de contato direto com o eleitor e de prestar contas do seu trabalho na Assembleia, foi invadido por um hacker. Na semana passada, ao invés das fotos do parlamentar em suas reuniões em várias regiões; com dirigentes e membros de entidades e instituições (ele é, por exemplo, um dos políticos que mais apoiam o Hospital e os trabalhos sociais das Irmãs Marcelinas), a página do Face apareceu com uma foto de uma mulher nua e um texto com duplo sentido. Mesmo nem ele e nem sua equipe terem tido qualquer culpa no episódio, tão logo soube do problema, Ribamar pulicou uma explicação e um duro protesto, além de determinar investigações que levem aos culpados. Os hacker atacam mesmo qualquer usuário da net, seja em páginas pessoais, sejam em celulares, notebooks e até em contas bancárias. Todo o cuidado é pouco. Senhas complexas, atualizações constantes e antivírus ajudam a diminuir o perigo, mas não a acabar com ele.

INFERNO NO ESCURO
O desrespeito ao contribuinte é vergonhoso. Afora os discursos e as belas palavras do tal  Código de Defesa do Consumidor, que eventualmente funciona, mas no geral é como tudo nesse país, apenas um arremedo, os brasileiros continuam sendo feitos de idiotas. No caso da Ceron, que mudou de novo, mas continua cada vez pior, a prova é clara, Arnaldo! Seria digno de risos, não fosse trágico. Ao ser chamada por seu cliente, dificulta, burocratiza e inferniza o atendimento do 0800. Ai de quem não enfrentar uma parafernália burocrática, que inclui o absurdo de, mesmo no escuro, quando falta energia claro, porque esse é o mote da reclamação, o pobre coitado não tiver em mãos uma conta com todos os dados que eles exigem. Tem que ter documento em mãos. Tem que ter códigos, senhas e um monte de porcaria apenas para reclamar que está faltando energia. É assim no Brasil: dificultar tudo o máximo possível, para o consumidor! É bom avisar: isso tudo ainda vai mudar. Só temos que esperar que um dia desses, o Brasil se torne país sério!!!

PERGUNTINHA
O último a abandonar o governo tenebroso e cheio de denúncias de Michel Temer deve apagar a luz ou entrar direto no camburão que vai em direção ao Presídio mais próximo?

Fonte: Jornalista Sérgio Pires - Porto Velho/RO.

2 comentários:

Jean Carvalho disse...

Alguns deputados federais e estaduais e Senadores de Rondônia, já começam sonhar em serem reeleito, mas não arregaçaram ainda as mangas das suas Camisas,para dar um jeito de providenciar emendas parlamentares para construir pelo menos duas obras públicas aqui na capital de grande importância para a população que vem clamando há muitos anos, que é a construção de uma nova RODOVIÁRIA, e a construção do Hospital de Emergência e URGÊNCIA de Rondônia. O HEURO. Sem OLVIDAR da pavimentação dá Rodovia Dr.Paulo Moraes, que sai lá próximo das irmãs Marcelina e vai até o Porto CHUELLO no baixo rio madeira. Ela é mais conhecida como estrada da Penal. A chuva já se foi, e está na hora de meter o pau na mula, se livrar das amarras, e dar logo o START nessas obras, para que elas ficam prontas até às vésperas dá eleição outubro do ano que vem. O político ou a política que for o mentor, o padrinho dessas obras, poderá depois de prontas, dar uma coletiva na mídia e dizer que é o pai ou a mãe dessas crianças, que o povo vão CORRER para seus braços e para as URNAS e serão REELEITOS. São obras públicas que o povo quer, que precisa, pois vai trazer benefícios além de abrir um Grande LEQUE de EMPREGOS para os nossos profissionais que labutam na construção Civil. Aquece também um pouco o setor comercial e de serviços, e o governo arrecada mais impostos, aquecendo os seus cofres. Think about It. O povo está esperando. Au revoir.

Jean Carvalho disse...

Alguns deputados federais e estaduais e Senadores de Rondônia, já começam sonhar em serem reeleito, mas não arregaçaram ainda as mangas das suas Camisas,para dar um jeito de providenciar emendas parlamentares para construir pelo menos duas obras públicas aqui na capital de grande importância para a população que vem clamando há muitos anos, que é a construção de uma nova RODOVIÁRIA, e a construção do Hospital de Emergência e URGÊNCIA de Rondônia. O HEURO. Sem OLVIDAR da pavimentação dá Rodovia Dr.Paulo Moraes, que sai lá próximo das irmãs Marcelina e vai até o Porto CHUELLO no baixo rio madeira. Ela é mais conhecida como estrada da Penal. A chuva já se foi, e está na hora de meter o pau na mula, se livrar das amarras, e dar logo o START nessas obras, para que elas ficam prontas até às vésperas dá eleição outubro do ano que vem. O político ou a política que for o mentor, o padrinho dessas obras, poderá depois de prontas, dar uma coletiva na mídia e dizer que é o pai ou a mãe dessas crianças, que o povo vão CORRER para seus braços e para as URNAS e serão REELEITOS. São obras públicas que o povo quer, que precisa, pois vai trazer benefícios além de abrir um Grande LEQUE de EMPREGOS para os nossos profissionais que labutam na construção Civil. Aquece também um pouco o setor comercial e de serviços, e o governo arrecada mais impostos, aquecendo os seus cofres. Think about It. O povo está esperando. Au revoir.

Postar um comentário