segunda-feira, 31 de julho de 2017

Viagem de moto: o que levar na bagagem

Seja entre quem está começando a se aventurar nas duas rodas ou mesmo motociclistas mais experientes, uma das dúvidas mais comuns que assombra quem vai encarar a estrada por longas distâncias é o que levar numa viagem de moto. 


Afinal, nem sempre é fácil encontrar o ponto de equilíbrio entre o que é essencial e supérfluo, e ao mesmo tempo em que viajar leve é fundamental, também é preciso se precaver ao máximo para evitar imprevistos e dores de cabeça no trajeto. 
Viajar de moto, sozinho ou acompanhado, exige uma boa dose de planejamento. Por isso, a dica é fazer com antecedência uma lista do que colocar na bagagem e ir revendo à medida em que você for finalizando os detalhes do roteiro de viagem. 
Pensando nisso, reunimos aqui alguns fatores que precisam ser levados em consideração antes de você decidir o que levar e o que deixar para trás, assim como detalhes aos quais deve prestar mais atenção. Confira a seguir o que levar em uma viagem de moto: 

Roupas para viajar de moto: o que colocar na mochila?

O tempo de viagem, a distância que será percorrida e o clima dos lugares por onde você vai passar são os primeiros fatores que devem ser considerados, pois influenciarão diretamente em quais tipos de roupas você deverá colocar na bagagem para a sua viagem de moto. O que levar então?
A regra do 5,4,3,2,1 é um bom ponto de partida: 5 meias e cuecas, 4 blusas, 3 calças e bermudas, 2 pares de sapato e 1 casaco. Adapte conforme a sua necessidade. E na hora de arrumar a mochila, primeiro dobre e depois enrole as peças. Quando se trata de viajar de moto, todo o espaço disponível deve ser aproveitado da melhor maneira possível.
Se for o caso, não se esqueça da capa de chuva e de um par de luvas. Vale lembrar que em cima da motocicleta estamos expostos a todos os tipos de variações climáticas possíveis, além da poeira e poluição que encontramos no caminho. 
Se a viagem for muito longa, você não precisa aumentar a quantidade de roupas proporcionalmente, apenas considere uma parada estratégica em alguma cidade e faça uma visita a lavanderia, ou aproveite a pernoite no hotel para lavar as peças mais essenciais na pia mesmo (veja aqui como tirar mancha de graxa da roupa e outras sujeiras comuns). Uma das mil e uma utilidades dos elásticos para moto é que eles viram um varal para secar as peças durante a noite. 

O que levar em uma viagem de moto: higiene pessoal

Os itens de higiene pessoal podem parecer insignificantes, mas juntos ocupam um espaço considerável, então o melhor é só levar o que for extremamente necessário e comprar as versões próprias para viagem, em tamanho reduzido. 
Outra dica para viagem de moto importante é verificar sempre se os hotéis em que for ficar oferecem shampoo, sabonete e toalha (dê preferência aos que tenham esse serviço incluso), pois assim você já economiza um bom espaço na mala. 
Um item muitas vezes é deixado de lado pelos motociclistas é o protetor solar. Durante o seu trajeto diurno você estará exposto aos raios solares durante horas a fio. Portanto, não deixe de inclui-lo na bagagem e de aplicar durante o trajeto! Além de prevenir queimaduras mais graves e problemas de pele futuros, ele também ajudar a combater o ressecamento da pele do rosto causado pelo vento.


Como viajar de moto com segurança: itens indispensáveis

Alguns itens de segurança são indispensáveis, como um kit básico de primeiros socorros e medicamentos básicos, um kit de ferramentas essenciais e para conserto de pneu, aparelho de GPS e um telefone com cobertura para todo o trajeto. Dependendo da complexidade da viagem, alguns motociclistas preferem até investir em telefones com comunicação via satélite. 
Inclua também todos os documentos necessários (guarde-os em saquinhos plásticos impermeáveis junto com o celular e máquina fotográfica num lugar seguro, mas de fácil acesso). É recomendável também levar uma quantidade de dinheiro vivo, um mapa físico, um carregador portátil de bateria para eletrônicos, uma lanterna pequena e uma flanela – você nunca sabe quando pode precisar deles! 
Com raras exceções, evite levar combustível extra: além de ser um produto altamente inflamável, em alguns lugares, isso é proibido. Apenas planeje bem a sua rota e se prepare para as distâncias mais longas entre um posto de gasolina e outro. Por fim, certifique-se de ter um seguro cobrindo toda a área percorrida e anote os telefones de contato. Assim ao longo do caminho você poderá encontrar facilmente a assistência necessária caso precise (espero que não!). 
O objetivo da viagem é curtir bons momentos de cima da sua moto, desfrutar de visuais incríveis e conhecer lugares novos. Ninguém quer – nem deve! – ser pego desprevenido pela chuva, perder horas à beira da estrada por conta de um pneu furado ou ter que se preocupar em como tirar mancha de graxa da roupa depois de uma manutenção não planejada.
Uma viagem de moto bem planejada proporcionará a você uma experiência única e inesquecível, por isso vá sem pressa e aproveite o trajeto. E se quiser saber mais, aqui e aqui tem outras dicas úteis de como viajar de moto por longas distâncias. Boa viagem! 

Fonte: Texto pela Cecilia Gibson, de Londres/Reino Unido. Feito especialmente para o RockRiders.com.br. Imagens Pixabay CCO Public Domain. 
(Postado na cidade de Barro/CE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário